InternetData CenterAssinante

Vereadores debatem 17ª rodada de concessão de blocos marítimos para exploração de petróleo e gás

Municípios do litoral catarinense são impactados com a medida
Vereadores debatem 17ª rodada de concessão de blocos marítimos para exploração de petróleo e gás
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 03/10/2021 às 15:09

Os vereadores de Araranguá realizaram mais uma audiência pública para debater a 17ª rodada de concessão de blocos marítimos para a exploração de petróleo e gás nas bacias de Santos e Pelotas, que confrontam em diversos municípios do litoral catarinense, entre eles, Araranguá e Balneário Arroio do Silva.

O encontro aconteceu na sede da Câmara de Vereadores e contou com a presença do vereador Jair Anastácio (PT), que foi o proponente da audiência e dos vereadores Douglas Michels (Progressistas), Lena Périco (MDB) e Luiz da Farmácia (PL). Além dos legisladores, participaram representantes da deputada Paulinha e do deputado Padre Pedro, representantes de instituições e ongs que visam a preservação socioambiental.

Foram feitas diversas falas sobre o tema e por unanimidade foi constatado que a 17ª rodada de concessão de blocos marítimos prejudicará a pesca artesanal, além do turismo local e regional, levando em consideração os problemas que podem acontecer com a exploração, como por exemplo, vazamentos no manancial.

Para Jair, a audiência foi produtiva.“Contamos com a presença de ongs e organizações sociais que debateram o assunto e fizeram suas ponderações, tivemos também a presença da Fundação Ambiental do Município de Araranguá (Fama) e também do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Coama). Foi um encontro proveitoso e muito válido”, ressaltou.

O tema deve continuar a ser discutido dentro do Poder Legislativo.“Junto dos vereadores vamos debater a elaboração de uma moção de repúdio aos órgãos competentes, afirmando que somos contrários ao projeto de exploração em nosso litoral”, frisou Jair.