InternetData CenterAssinante

TesteSesi auxilia empresas a manterem suas atividades durante a pandemia

Iniciativa que faz parte do Protocolo Corona e facilita triagem e diagnóstico da Covid-19
TesteSesi auxilia empresas a manterem suas atividades durante a pandemia
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 17/07/2020 às 15:07

Qual a importância de realizar o teste para o coronavírus? Essa é uma das perguntas que mais tem sido questionada pela população em geral e por empresários preocupados com seus colaboradores. Pensando nisso, a Fiesc e o Sesi Regional Sul e Litoral Sul tem promovido uma série de lives para falar sobre o Protocolo Corona. Nessa quinta-feira, 16, foi a vez de abordar o testeSesi, uma solução criada para contribuir com as indústrias na retomada de suas produções em meio à pandemia.

As instituições avaliam que, os testes têm o intuito de auxiliar o processo de triagem e diagnóstico da Covid-19, apoiando a empresa a estabelecer suas atividades, preservando a saúde dos trabalhadores. A ferramenta testeSesi segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) que orienta a: testar, rastrear e isolar o maior número possível de casos.

“Estamos vivendo um momento crítico do novo coronavírus na nossa região Sul, considerando especialmente o aumento dos casos e a ocupação de leitos em nossos hospitais. Consequentemente, tem aumentado bastante a procura pelas empresas ao SESI no sentido de orientações para garantirem protocolos cada vez mais seguros, e também muitas dúvidas sobre a aplicação ou não de testes, afinal, quando aplicar e qual teste aplicar?. Estas lives tem sido muito esclarecedoras, mas também reforçamos que temos toda uma equipe de especialistas à disposição para atender individualmente (pessoalmente ou online) as dúvidas de nossas empresas”, pontua a gerente executiva do Sesi Senai Regional Sul e Litoral Sul, Graziela da Silva Branco.

A consultora em Medicina Ocupacional Sesi/SC, Patrícia de Figueiredo, falou sobre o cenário que a população está vivenciando no momento. “O relaxamento social não significa que a gente tenha que deixar de fazer as medidas de controle, pois estamos vendo que os números estão crescendo absurdamente. A higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel, por exemplo, devem ser levadas muito a sério, assim como beijar e abraçar as pessoas. Hoje, a nossa vacina é o auto cuidado (biossegurança, protocolos de higienização, etiqueta da tosse) e o isolamento social”, ressalta a médica.

Segundo Patrícia, as indústrias precisam saber quais resultados querem alcançar quando decidem comprar testes para o coronavírus. “Se queremos saber o diagnóstico, optamos pelo PCR, mas se queremos saber da imunidade ou mapeamento do trabalhador, se já teve o vírus ou foi exposto a ele, optamos pelo teste rápido. A empresa precisa ter essa definição, pois não adianta comprar um teste rápido por ser mais barato e não atingir os seus objetivos”, reforça.

Mais informações sobre o Protocolo Corona podem ser obtidas em www.protocolocorona.com.br/ ou através do telefone (48) 3431-7195.

Colaboração: Clara Fernandes/Novo Texto

Leia mais sobre: