InternetData CenterAssinante

Somando suspeitos e confirmados, 23 pessoas seguem internadas em Criciúma por conta do coronavírus

Na tarde deste domingo, mais um morador de outro município testou positivo para Covid-19
Somando suspeitos e confirmados, 23 pessoas seguem internadas em Criciúma por conta do coronavírus
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 05/04/2020 às 15:20

De acordo com o último boletim da Vigilância Epidemiológica de Criciúma, divulgado na tarde deste domingo, dia 5, 23 pessoas estão internadas no município por conta da Covid-19. O número é o somatório de casos suspeitos e confirmados que estão sendo acompanhados pela Secretaria de Saúde e leva em consideração os pacientes residentes de Criciúma e os de outros municípios. 

Dos casos confirmados, nove moradores de Criciúma estão em tratamento em unidade hospitalar, sendo quatro em clínica e cinco em UTI. Dos pacientes diagnosticados com coronavírus de outros municípios, são oito internados, sendo quatro em UTI e quatro em clínica.

Já referente aos suspeitos, Criciúma tem três pacientes em leitos de clínica e nenhum em UTI. Em relação aos moradores de outros municípios com suspeita de estarem com a doença e notificados em Criciúma, são dois em clínica e um em UTI.

Casos confirmados notificados em Criciúma

Desde o início da pandemia, 39 casos confirmados foram notificados em Criciúma. Foram 25 pacientes que residem em na cidade e mais 14 de outros municípios. O último caso positivado em Criciúma e divulgado na tarde de hoje, foi de um homem, de 42 anos, morador de outra cidade da região.

Dos 25 pacientes confirmados que moram em Criciúma, nove já são considerados recuperados e um morreu. Portanto, a cidade tem hoje 15 pacientes positivados ainda em acompanhamento, além dos nove que estão em unidade hospitalar, como citado acima, seis estão em isolamento domiciliar.

Quanto aos 14 moradores de outros municípios notificados em Criciúma com a Covid-19, um morreu e nenhum ainda é considerado recuperado. Sendo assim, 13 seguem sendo monitorados pela Vigilância Epidemiológica, sendo oito em hospital e cinco em residência.


Fonte: Vigilância Epidemiológica de Criciúma