InternetData CenterAssinante

Setor de Arquitetura Hospitalar do HSJ é grande aliado da saúde e bem-estar

Instituição conta com profissionais que atuam diretamente da elaboração de projetos
Setor de Arquitetura Hospitalar do HSJ é grande aliado da saúde e bem-estar
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 26/10/2020 às 12:15

Para que o trabalho do Hospital São José(HSJ) de Criciúma possa ser executado com excelência é necessário a união de vários esforços, profissionais e setores. Dentro da instituição, uma verdadeira engrenagem está em constante funcionamento para que todos que necessitem da entidade, tenham a certeza de receber um serviço de qualidade, com foco na segurança, tecnologia e humanização. Um destes setores importantes para todo este processo, é o que atua diretamente no desenvolvimento de projetos na área de Arquitetura Hospitalar.

“Prestando serviços há 17 anos para o Hospital São José, percebi uma evolução no conceito e valorização do setor de Arquitetura muito significativos. Os projetos e sua concepção, passaram a serem vistos como de suma importância, pois percebeu-se que a Arquitetura também contribui para o processo de cura dos pacientes e bem-estar de todos os colaboradores que prestam serviços. Sem contar que, como o hospital também atende o SUS, ter um projeto qualificado e aprovado pelas instâncias dos órgãos competentes, sendo o principal a Vigilância Sanitária, auxilia na busca de recursos financeiros, tanto em nível federal como estadual”, explica a arquiteta especialista em Arquitetura de Estabelecimentos Assistenciais de Saúde, Isabel Cristina Taylor Ienczak Zanette.

Trabalhos são realizados simultaneamente

O processo de elaboração dos projetos que farão parte do da estrutura física do HSJ, é iniciado com uma dinâmica que envolve uma equipe multidisciplinar, onde estes, por meio da descrição de um programa de necessidades, colocam suas pretensões. “Estes projetos estarão sempre de acordo com as Normas Regulamentadoras para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos, a conhecida RDC-50”, explica a arquiteta.

Por ser uma área dinâmica, muitos trabalhos são realizados de forma simultânea pela equipe de profissionais que atuam no setor. “Um exemplo disso é que atualmente estamos trabalhando na desmobilização e alocação de setores para a implementação da Unidade de Pesquisa Clínica (Centro de Ensino e Pesquisa), Bloco A (um novo prédio com oito andares e que fará conexão com o prédio já existente), entre outros. Diversos projetos que demonstram a importância do setor para o hospital. Tenho observado a concretização desta área, principalmente porque envolve planejamentos, tanto do espaço físico como da captação de recursos.  Em grandes centros já é notório esta importância”, garante Isabel.

E são muitos os trabalhos já desempenhados pela equipe no HSJ. “Todos são importantes, não saberia nomear um que se destacasse perante os realizados. Todos para mim têm a sua importância, visto suas complexidades. Mesmo para uma proposta que aparentemente seja simples, sempre haverá um envolvimento profundo, com aprendizados recíproco”, enaltece a arquiteta.

Leia mais sobre: