InternetData CenterAssinante

Secretaria de Estado da Saúde promete rever portarias que tratam sobre a retomada dos eventos

Representantes do setor entregaram reivindicações ao secretário André Motta Ribeiro
Secretaria de Estado da Saúde promete rever portarias que tratam sobre a retomada dos eventos
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 30/09/2020 às 19:25

Empresários e profissionais do ramo de eventos seguem buscando a autorização do Governo de Santa Catarina para a retomada, mesmo que parcial, de suas atividades. Depois de realizarem dois protestos, um em Criciúma e outro na BR-101, representantes do setor foram nesta quarta-feira, dia 30, até Florianópolis. Lá participaram de uma reunião com o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e entregaram um documento onde pedem que o Governo do Estado altere as portarias que tratam sobre o retorno dos eventos sociais, shows e casas noturnas.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) publicou recentemente duas portarias que definem regras para a retomada de eventos sociais (casamentos, formaturas, aniversários e afins) e também de casas noturnas e shows. No caso dos eventos sociais, o retorno só será permitido caso a classificação de risco da região onde ocorrerá a confraternização esteja na cor amarela (risco alto). Atualmente só a região Oeste de Santa Catarina está nesta condição. Já para casas noturnas e show, a liberação só ocorrerá onde a classificação da região estiver no nível moderado (cor azul).

O setor de eventos pede que a liberação ocorra já nas regiões com classificação grave (cor laranja), situação atual de 15 das 16 regiões existentes em Santa Catarina. “É necessário que o setor retorne as atividades de imediato, no mesmo momento que voltar os eventos sociais, citou, Jabson Müller, um dos representantes do movimento. “Segundo Secretário de Saúde, nos próximos dias todos os decretos devem ser revistos, pois entende que alguns pontos precisam ser melhorados”, afirmou a empresária do setor de festas e locações, Daiane Savi.

Leia também:

Setor de eventos: após seis meses de paralisação, manifestantes pedem retorno das atividades

Setor de eventos faz novo protesto, desta vez na BR-101

As portarias publicadas pelo Governo de Santa Catarina determinam que os eventos sociais, como casamentos, formaturas, aniversário bodas e afins serão permitidos em regiões em classificação grave (cor amarela) com 40% da capacidade máxima do local onde será realizada a confraternização. Caso a região esteja em situação moderada (cor azul), a capacidade será de 60%.

Já casas noturnas, boates, pubs e casas de shows só ocorrerão em regiões na cor azul e apenas com 50% do público sem a venda de ingressos e sem que haja danças. Nas outras áreas de risco – gravíssimo (cor vermelha), grave (cor laranja) e alto (cor amarela) o funcionamento deste tipo de evento permanece proibido.

“A nossa proposta foi reabrir tantos os eventos sociais quanto as casas noturnas e show já na cor laranja com 30% da capacidade do público. No caso das casas noturnas, queremos que seja liberada a pista de dança e também seja permitida a venda de ingressos. O secretário disse que a classificação de risco deve ser positiva para os próximos dias, mas ainda precisamos aguardar uma decisão técnica do Governo de Santa Catarina”, completou Daiane. 

Leia mais: 

Governo do Estado cria regramentos para retorno das casas noturnas

SES define regras para retomada da realização de casamentos, aniversários, formaturas e afins