InternetData CenterAssinante

Saiba como está a classificação de risco potencial de Covid-19 nas regiões do Sul catarinense

Amurel é uma das três áreas de Santa Catarina classificada como situação gravíssima
Saiba como está a classificação de risco potencial de Covid-19 nas regiões do Sul catarinense
Foto: Rafaela Custódio/Arquivo Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 09/07/2020 às 17:46

Para adotar flexibilizações ou medidas mais restritivas em relação à prevenção do novo coronavírus, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Santa Catarina adotou desde o início de junho uma nova ferramenta. A plataforma indica os riscos de contágio do vírus por região. Das três associações de municípios que formam o Sul do estado, a situação mais preocupante, segundo dados do Governo de Santa Catarina, está na Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel).

São quatro os níveis e cores que definem a classificação de risco das regiões catarinenses: moderado (azul), alto (amarelo), grave (laranja) e gravíssimo (vermelho). Para definir em qual grupo cada região se encaixa, são avaliadas, em uma escala de um a quatro pontos, as prioridades de implantação de ações de isolamento social; investigação, testagem e isolamento de casos; reorganização dos fluxos assistenciais de saúde; e ampliação de leitos.

Conforme a ferramenta, na Amurel é uma das três regiões do Estado de Santa Catarina classificada como risco potencial para Covid-19 gravíssimo. Há, na região, prioridade máxima de ampliação de três dos quatro itens: isolamento social; investigação, testagem e isolamento de casos; e ampliação de leitos. A mesma plataforma, desenha ainda o gráfico que aponta o avanço do número de casos do novo coronavírus na Amurel. A curva mostra forte aceleração de pessoas contagiadas.

Amrec e Amesc

Já a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) e Associação dos Municípios do Extremo Sul de Santa Catarina (Amesc) estão no mesmo patamar. Ambas as regiões são classificadas pela Secretaria de Santa Catarina como área de grave risco potencial para a Covid-19.

Tanto na Amrec quanto na Amesc, a principal prioridade é o aumento do nível de isolamento social. Na Região Carbonífera, em segundo lugar de prioridade estão ações de testagem, investigação de isolamento de caso e também a ampliação de leitos. Já na Amesc, em segundo lugar está a ampliação de leitos e, em terceiro, aumento de investigação, testagem e isolamento de leitos.