InternetData CenterAssinante

Recuperação do pavimento e das sinalizações será a primeira ação da CCR ao assumir a BR-101 Sul

Empresa pretende iniciar a cobrança dos pedágios até o agosto de 2021
Recuperação do pavimento e das sinalizações será a primeira ação da CCR ao assumir a BR-101 Sul
Foto: Reprodução
Por Lucas Renan Domingos Em 15/07/2020 às 16:05

No dia 6 de julho, a CCR ViaCosteira assinou o contrato de concessão do trecho Sul da BR-101 em Santa Catarina e fará a gestão de 220 quilômetros de rodovia, entre Paulo Lopes e São João do Sul, pelos próximos 30 anos. Os trabalhos deverão iniciar oficialmente no dia 7 de agosto. Na tarde desta quarta-feira, dia 15, o diretor-presidente da CCR ViaCosteira, Fausto Camilotti, participou da reunião do Conselho Estratégico de Infraestrutura de Transporte e Logística Catarinense da Federação das Indústrias do Estado Santa Catarina (Fiesc) e detalhou quais serão as primeiras ações a serem realizadas no trecho.

As atividades iniciais envolverão a recuperação do pavimento e de todas as sinalizações do trecho, a revitalização de obras de arte, como a Ponte Anita Garibaldi e os túneis do Morro do Formigão do Morro Agudo, melhorias no sistema drenagem, além de capina, roçada e coleta do lixo. “É uma grande satisfação iniciar as atividades neste estado. Estamos satisfeitos com o resultado do leilão. Temos compromissos de investimentos previstos. Será um desafio vencer todos os estágios no curto espaço que teremos”, afirmou Camilotti.

A intenção da CCR ViaCosteira é finalizar todos as primeiras ações antes do início da cobrança de tarifas, que está agendada para agosto de 2021. “Mas caso os trabalhos sejam concluídos antes, a cobrança deverá ser antecipada”, destacou o diretor-presidente da empresa. O valor base da tarifa é de R$ 1,97. “Os cálculos são de agosto de 2019. Quando efetivamente começar a cobrança esse valor deverá ser reajustado pelo IPCA e ficar próximo de R$ 2”, acrescentou Camilotti.

As quatro praças de pedágio que serão instaladas no trecho Sul da BR-101 ficarão nos municípios de Laguna, Tubarão, Araranguá e São João do Sul. Com a concessão, a rodovia contará com serviços 24 horas de atendimento médico com UTIs, atendimento mecânico, monitoramento com 235 câmeras e inspeção de tráfego.

O presidente da Fiesc, Mario Cezar Aguiar, avaliou como positivo o contrato firmado com a CCR Via Costeira. “Será importante para manter os investimentos que já vinham sendo feitos pela União em Santa Catarina. Irá melhorar a trafegabilidade e segurança da rodovia, tornando as empresas da região mais competitivas. É muito interessante essa preocupação da concessionária em realizar a estruturação dos serviços antes de iniciar a cobrança”, salientou. No total, os investimentos realizados pela CCR Via Costeira pelos próximos 30 anos na BR-101 Sul se aproximará de R$ 7 bilhões.