InternetData CenterAssinante

Psicólogos de Criciúma realizam atendimentos gratuitos e online

A intenção é ajudar as pessoas que necessitam de orientação para aliviar a angústia
Psicólogos de Criciúma realizam atendimentos gratuitos e online
Foto: Unsplash
Por Rafaela Custódio Em 26/03/2020 às 11:38

A Sociedade de Psicologia de Criciúma preocupada com o impacto do coronavírus, na saúde mental, por meio da sua diretoria e associados, decidiu que no período de isolamento social, profissionais da entidade estarão colaborando voluntariamente mediante suporte online, para as pessoas que necessitam de orientação para aliviar a angústia, o medo, o estresse, tristeza, solidão e a ansiedade gerado pelo novo vírus. 

A presidente da Sociedade de Psicologia da Capital do Carvão, Leila Mara dos Santos Lucchesi, explica que essa modalidade de atendimento online é reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia, de acordo com a resolução 11/2018. “O psicólogo em qualquer contexto de atuação deve cumprir o Código de Ética Profissional, preservando a identidade do cliente e a confidencialidade das informações durante os atendimentos, mesmo no ambiente virtual”, pontua. 

O público-alvo para esse suporte são crianças, adolescentes, adultos e idosos, que podem buscar a ajuda por meio de videochamada para uma das nove psicólogas voluntárias. “Para que esse isolamento social seja menos estressante, procure ocupar-se sempre que possível, mantenha uma rotina nos horários para a alimentação, não fique o dia todo acompanhando os noticiários, se puder exercite-se, procure distrair-se com jogos, filmes e brincadeiras”, comenta Leila.

Esucri apresenta autocuidados dos profissionais de saúde e psicólogos

Outra maneira de buscar ajuda é por meio dos especialistas do Serviço de Psicologia Aplicada Esucri (Spae) que divulgam dicas para enfrentar a pandemia de coronavírus. A ação busca promover o bem-estar e saúde psicológica. 

O Covid-19 é o atual desafio dos profissionais de saúde e psicológicos, podendo causar uma série de problemas: exaustão física, frustrações, culpa, incapacidade. Segundo a coordenadora do Serviço de Psicologia Aplicada Esucri (Spae), professora Sandra Barros, uma vez expostos a situações de estresse elevado, os profissionais são particularmente vulneráveis a sentimentos de medo, ansiedade e a síndrome de Burnout. " Nós reagimos a esses dilemas de formas diferentes pontos é necessário respeitar as estratégias dos outros como silêncio, irritabilidade, isolamento e até a necessidade de falar", comenta. 

Confira as dicas básicas para um maior autocuidado nestes tempos difíceis:

- Descanse: respeite momentos de pausa, sono, dias de folga;

- Alimente-se de forma saudável;

- Hidrate-se; realiza exercício físico e de respiração/ relaxamento;

- Mantenha contato com familiares e amigos de forma virtual;

- Organize suas atividades de lazer: filmes, séries, livros, estudos. Coloque em prática aquele projeto que você estava sem tempo para realizar em mude o foco;

- Evite o consumo excessivo de álcool, tabaco ou outras substâncias aditivas.

Para a professora do curso de psicologia da Esucri, Rafaela Matavelli, ser construtivo e otimista, concentrando-se na resolução de problemas e partilhando casos de sucesso também são maneiras de enfrentar os problemas. "Contar com o apoio dos colegas é essencial, dividir preocupações a fim de combater a sensação de isolamento também. Não se deve ter vergonha de pedir ajuda, se for o caso", finaliza. 

Leia mais sobre: