InternetData CenterAssinante

Prefeitura de Criciúma declara tolerância zero contra quem não usar máscara ou promover aglomerações

Operação foi deflagrada para reforçar aos criciumenses a importância de seguir as regras
Prefeitura de Criciúma declara tolerância zero contra quem não usar máscara ou promover aglomerações
Foto: Divulgação/Decom
Por Lucas Renan Domingos Em 17/07/2020 às 16:02

“Criciúma na guerra contra o coronavírus” é o nome da nova campanha da Prefeitura de Criciúma para evitar o avanço da Covid-19 no município. No último mês a cidade saltou de 536 casos confirmados da doença para 1.577 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus. As mortes subiram de dez para 18. A situação acendeu o alerta e os órgãos de segurança, ao lado da Vigilância Sanitária de Criciúma, iniciaram uma nova operação de conscientização da população. O município prometeu tolerância zero para pessoas sem máscara e para quem promover aglomerações.

A ação foi deflagrada na tarde desta sexta-feira, dia 17, e reunirá a Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Polícia Militar, Cruz Vermelha, Corpo de Bombeiros, Exército e Diretoria de Trânsito e Transporte. “Entendemos ser necessário dialogar com a comunidade diante dos novos acontecimentos, do avanço que doença que teve nos últimos dias. A gente já sabia que este momento chegaria. Já vínhamos tomando iniciativas, mas elas não foram suficientes. Estamos com leitos de UTI lotados. A partir de hoje estamos declarando guerra contra o coronavírus”, afirmou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

Para conscientizar os criciumenses, a Prefeitura de Criciúma intensificará a divulgação das medidas sanitárias estabelecidas no decreto nº 815/2020. Em comboio com viaturas dos órgãos de segurança, carros de som passarão pelos bairros da cidade reforçando as normas, principalmente o uso obrigatório de máscara e a proibição de realização de eventos particulares.

Veja algumas das regras e recomendações:

- Uso obrigatório de máscara. Quem descumprir será multado em R$ 1.931,70

- Proibição de festas particulares mesmo em residências. O responsável em promover o evento será multado em R$ 5.807,98

- Orientação para que as pessoas evitem encontros com familiares e amigos

- Na ida ao supermercado o recomendado é que apenas uma pessoa por família realize as compras

- Estabelecimentos comerciais e indústria devem cumprir as regras sanitárias e de distanciamento

- Utilizar o transporte coletivo somente quando for necessário

- Denúncias de irregularidades podem ser feitas pelo WhatsApp (48) 99193-6259 ou pelo aplicativo PMSC Cidadão, da Polícia Militar (PM).

“Neste momento os criciumenses precisam colaborar como já estão fazendo, mas com um pouco mais de esforço. O número de pessoas acumuladas em um ambiente é muito perigoso. Não queremos novamente parar a economia. Mas a vida acima de tudo, portanto a colaboração de todos”, apontou o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande. “É tolerância zero para pessoas sem máscaras, para aglomerações ou desrespeito ao decreto. É fazer cumprir esse decreto e a nossa curva não vai aumentar”, acrescentou. A intenção é de que ações de reforço nas conscientizações e fiscalizações também sejam deflagradas nas demais cidades da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).