InternetData CenterAssinante

Pelo segundo ano consecutivo, resultado da pesca da tainha fica abaixo da expectativa dos pescadores

Objetivo era capturar mais de 80 toneladas do peixe; saldo ficou em menos de 50 toneladas
Pelo segundo ano consecutivo, resultado da pesca da tainha fica abaixo da expectativa dos pescadores
Foto: Ivan Duarte
Por Lucas Renan Domingos Em 31/07/2020 às 15:29

Pelo segundo ano consecutivo, a safra da tainha para os pescadores da Colônia Z-33, que compreende a região entre Balneário Esplanada e Barra Velha, encerra com números abaixo da expectativa. Iniciando no dia 1º de maio e encerrando nesta sexta-feira, dia 31, o período liberado para a pesca do peixe tinha como objetivo a captura de mais de 80 toneladas de tainha, mas o saldo foi abaixo de 50 toneladas. O resultado repete a temporada de 2019.

“Neste ano, quando abriu o período de pesca da tainha, teve frio e mar em boas condições, foi quando conseguimos os melhores dias de pesca. Depois, vários fatores atrapalharam. Teve mudança de temperatura, ciclone, ressaca do mar e tudo isso somando com a pandemia”, lembrou o presidente da Colônia Z-33, João Picollo.

Atualmente, são 400 famílias de pescadores cadastradas na colônia. Com o resultado da captura da tainha abaixo do esperado, agora os profissionais se dedicarão a pesca de papa-terra, anchova e corvina. “Mas não se compara com a tainha. Na pesca da tainha, vem cardumes de quatro toneladas por lance. Esses peixes aí é 300, 400 quilos”, contou Picollo.

O resultado abaixo do esperado da safra da tainha deste ano não resulta em prejuízo aos pescadores, mas impacta em investimentos. “Com o que pegamos, os pescadores conseguiram honrar com seus compromissos, mas não chega a dar lucro. Isso prejudica os profissionais que precisam fazer melhorias nas embarcações e compra de equipamentos. Quando chega o período da anchova, por exemplo, exigem novos apetrechos. A quantidade menor do que a expectativa não foi exclusividade da nossa região, mas de todo o Estado de Santa Catarina”, completou.

Leia mais sobre: