InternetData CenterAssinante

Paciente internado na UTI do Hospital São Donato morre por Covid-19

Homem de 32 anos é de São Ludgero e estava sob ventilação mecânica
Paciente internado na UTI do Hospital São Donato morre por Covid-19
Foto: Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 04/04/2020 às 10:16

O Sul de Santa Catarina registrou mais uma morte por Covid-19 na madrugada deste sábado, dia 4. Desta vez, o paciente de 32 anos estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Donato, em Içara, há mais de 10 dias, porém ele é residente de São Ludgero, mas foi atendido na cidade de Braço do Norte e encaminhado à unidade hospitalar da Capital do Mel. 

O homem estava sob ventilação mecânica. É o paciente mais novo de Santa Catarina a morrer por Covid-19, sendo que as outras cinco pessoas que morreram em decorrência do novo vírus no Estado possuem mais de 60 anos. A assessoria de comunicação do Hospital São Donato confirmou a morte. Santa Catarina já registrou seis óbitos, sendo Criciúma (1), Joinville (1), São José (1), Biguaçu (1), Antônio Carlos (1) e São Ludgero (1). 

Criciúma também registrou uma morte pelo novo vírus de um paciente que estava internado no Hospital da Unimed. Trata-se de Evaldo Stopassoli que morreu na madrugada da última quarta-feira. 

Confira a nota do Hospital São Donato 

O Hospital São Donato lamenta a morte de um paciente com coronavírus às 5h50 deste sábado, dia 4. Foram quase 15 dias de luta pela vida. O homem, de 32 anos, não tinha patologias associadas, estava sob ventilação mecânica e teve uma parada cardiorrespiratória.
 
O exame havia sido coletado anteriormente a transferência para a Unidade de Terapia Intensiva e o resultado para o Covid-19 foi confirmado durante o tratamento, desde o início, realizado em isolamento. Neste momento, nos solidarizamos com a família e também com a equipe que não mediu esforços para que o fim dessa história fosse de retorno para a família.
 
Em meio a pandemia de coronavírus, o HSD atendeu dois pacientes na UTI com diagnóstico conclusivo. O primeiro caso, de 52 anos, recebeu alta hospitalar em 18 de março para isolamento domiciliar e acompanhamento da Vigilância Epidemiológica de Braço do Norte. Por ora, o HSD tem somente uma mulher de Içara sob suspeita. Ela possui 30 anos e aguarda o resultado do exame em leito de isolamento fora da UTI.

Leia mais sobre: