InternetData CenterAssinante

Operação conjunta irá reforçar as fiscalizações nos estabelecimentos de Içara

Reunião com membros foi realizada na noite de hoje; Município ultrapassa os 100 casos
Operação conjunta irá reforçar as fiscalizações nos estabelecimentos de Içara
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Portal Engeplus
Por Redação Engeplus Em 05/07/2020 às 22:22

O Governo de Içara segue preocupado com o crescimento dos casos de coronavírus no município. Após mais uma atualização, a equipe de Governo, junto ao Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, se reuniu na noite deste domingo, dia 5, para debater e criar uma operação conjunta de reforço às fiscalizações no município. O trabalho começa já nesta segunda-feira, dia 6.

Os dados divulgados neste domingo apontam que Içara chegou aos 106 casos confirmados, sendo 77 curados, 25 em tratamento domiciliar e quatro em tratamento hospitalar. São 21 casos suspeitos, com 18 em tratamento domiciliar e três em hospital, além de 152 suspeitos monitorados. O município registra, até o momento, um óbito. 

Participam desta ação de fiscalização, as equipes da Secretaria de Saúde, Fundação Municipal de Esportes, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. “A preocupação é muito grande, pois os números estão crescendo e esta operação servirá para intensificar a fiscalização em todos os estabelecimentos”, explicou o prefeito de Içara, Murialdo Canto Gastaldon.

Segundo as informações repassadas pelo Governo de Santa Catarina, a região carbonífera segue classificada como risco grave de contaminação, representada na cor laranja. O último estágio, classificado como gravíssimo, é representado na cor vermelha e, com isso, estabelecimentos voltam a ser fechados.

Ainda de acordo com o prefeito, é necessário respeitar as decisões tomadas com os outros municípios para que não se tenha mais prejuízos. “Se evoluir do quadro atual para um pior, teremos um prejuízo muito grande, mas para a situação não piorar, é necessário o apoio de todos no cumprimento das regras”, completou Gastaldon.