InternetData CenterAssinante

Objetos descartados de forma irregular geram transtornos a moradores

Pneus, cobertas e colchões foram retirados de uma drenagem do bairro Esperança
Objetos descartados de forma irregular geram transtornos a moradores
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 07/02/2020 às 11:37

Um caso registrado nesta semana no bairro Esperança chamou atenção da Secretaria do Sistema de Infraestrutura de Morro da Fumaça. Ao ser comunicada que um trecho da drenagem estava com problemas na vazão, uma equipe foi deslocada para avaliar a situação. No local, a surpresa: pneus, cobertas e até colchões foram retirados da tubulação. 

Devido ao acúmulo do lixo, explica o secretário do Sistema de Infraestrutura, Marcioney Garcia, a drenagem não dava a vazão necessária às águas da chuva, o que ocasionou o transtorno a alguns moradores. "Após realizarmos a total desobstrução, tomaremos medidas para proteger os drenos para que isso não volte a acontecer", fala. 

Garcia diz ainda que este é um fato recorrente no município e não é exclusividade deste bairro, inclusive com o entupimento de bocas de lobo. "Pedimos que a população evite jogar objetos no ambiente, nas margens das vias, pois a própria chuva os leva para a drenagem, ocasionando casos como esse", solicita o secretário, citando o exemplo dos pneus. "Quando é feito a troca, a pessoa deve deixar o antigo na própria borracharia, pois cabe a ela dar a destinação correta", pontua. 

O diretor presidente da Fundação do Meio Ambiente (Fumaf) e coordenador municipal da Defesa Civil, Natan de Souza, reforça os cuidados que a população deve ter com o descarte do lixo.  

"Os moradores a população deve ter consciência de que são responsáveis pelo correto descarte dos resíduos gerados em suas casas. Quando há alguma dúvida, é aconselhável que procurem a Fumaf para orientar sobre os procedimentos adequados. Este não é só um problema ambiental, muitas vezes acaba prejudicando o escoamento das águas por obstruir as drenagens e causando alagamentos, como foi o caso registrado nesta semana no bairro Esperança", ressalta. 

Souza lembra que cabe ao Município o recolhimento dos resíduos domiciliares, mas cada um é responsável pela destinação adequada dos demais resíduos produzidos. Quem tiver dúvidas pode entrar em contato com a Fumaf pelo 3434-4497 ou ainda enviar um e-mail para fumaf@morrodafumaca.sc.gov.br. "As punições aplicáveis para quem descarta objetos que geram contaminação estão previstas na lei de crimes ambientais", completa. 

Outros problemas 

Além da obstrução de drenagens, o descarte inadequado de objetos no ambiente também pode gerar o acúmulo de água e atrair animais. "A água parada ocasiona a proliferação do mosquito Aedes Aegypti e atrai animais que são vetores de doenças. 

Então não deixe água parada na residência, não jogue lixo em rios, não jogue nenhum tipo de lixo em bocas de lobo e cuide das ruas de nossa cidade", enfatiza a agente de endemias, Regina Formentin

Leia mais sobre: