InternetData CenterAssinante

Número de pessoas na área de visitação da Barragem do Rio São Bento será limitado

No último fim de semana, visitantes se aglomeraram no local para observar o reservatório
Número de pessoas na área de visitação da Barragem do Rio São Bento será limitado
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 03/06/2020 às 17:41

Depois dos registros de aglomerações de pessoas na Barragem do Rio São Bento durante os fins de semana, a Prefeitura de Siderópolis, com apoio da Defesa Civil e da Polícia Militar (PM) irá limitar o número de pessoas no local. Uma barreira de orientação será montada aos domingos na área de observação da barragem e apenas dez pessoas poderão acessar o local no mesmo momento.

As medidas foram tomadas durante reunião na sede da Secretaria de Saúde de Siderópolis na tarde desta quarta-feira, dia 3. No último domingo, dia 31, um grande número de visitantes esteve na barragem, contrariando as indicações dos órgãos de Saúde para evitar a proliferação do novo coronavírus.

“Como é um espaço público, não podemos impedir a visitação. E acreditamos que isso também iria acarretar tumultos. As pessoas costumam visitar a barragem e agora também estão curiosas para ver o reservatório com nível baixo, por conta da seca. Então, vamos organizar e orientar. Terá apenas um acesso, vamos colocar marcações no chão e nas grades para indicar o distanciamento e também fazer a distribuição de máscaras, já que o uso é obrigatório em Siderópolis, conforme decreto da prefeitura”, afirmou a coordenadora da Defesa Civil de Siderópolis, Jéssica Destro.

Ações em locais próximos da barragem também serão realizadas pela PM e pela Defesa Civil. “Ali perto também tem um estabelecimento que as pessoas ficam. Nossa equipe e os policiais militares também estarão ali presentes para orientar e fiscalizar. Acreditamos que a situação da Covid-19 na cidade e na região está controlada, então não precisamos impedir a visitação, temos que repassar as informações de segurança para a população”, acrescentou a coordenadora.

Ainda ficou definido na reunião que, caso a medida de orientação não acarrete no efeito esperado de evitar aglomeração, atitudes mais restritivas poderão ser tomadas.