InternetData CenterAssinante

Novo batalhão do Corpo de Bombeiros de Criciúma será construído no mesmo local da atual sede

Depois de tentativas de troca de endereço, estrutura permanecerá na rua Dolário dos Santos
Novo batalhão do Corpo de Bombeiros de Criciúma será construído no mesmo local da atual sede
Foto: Divulgação/4º BBM
Por Lucas Renan Domingos Em 08/06/2020 às 17:17

O 4º Batalhão de Bombeiros Militar (4º BBM) de Criciúma ganhará uma nova sede, mas não um novo local. Depois de tentativas para encontrar um espaço mais estratégico para construir a nova estrutura, o comando do 4º BBM definiu que o novo batalhão será erguido no mesmo terreno onde hoje está instalada a atual sede dos bombeiros de Criciúma, na rua Dolário dos Santos, no Centro. A decisão aconteceu após o não avanço das negociações com a Prefeitura de Criciúma para permutar um imóvel onde seria edificada a nova sede.

A expectativa era de que o novo batalhão fosse construído em um terreno de aproximadamente 8 mil metros quadrados, no bairro Santa Bárbara, entra a avenida Centenário e a rua Henrique Lage. A área, avaliada em R$ 5,3 milhões, foi doada para a Prefeitura de Criciúma pela empresa Auto Posto Cresciumense para compensar pagamentos de tributos. O terreno seria repassado para o 4º BBM e, em troca, o município receberia do Governo de Santa Catarina o terreno onde fica a antiga Unidade de Saúde do Centro, local que atualmente abriga o Centro de Triagem Coronavírus.

Em outubro de 2019, o imóvel chegou a ser vistoriado pelo Corpo de Bombeiros de Santa Catarina (CBMSC) e pela equipe da Prefeitura de Criciúma. Naquele momento ficou acordado que as partes aceitavam a permuta, mas que a prefeitura de Criciúma ainda precisaria fazer melhorias no terreno do bairro Santa Bárbara.


Equipes do Corpo de Bombeiros e Prefeitura de Criciúma durante vistoria no terreno no bairro Santa Bárbara - Foto: Manuela Silva/4º BBM

“Como era um posto de combustível, precisava analisar se havia alguma contaminação do solo. Há um curso de água que passa no meio do terreno que a prefeitura precisaria transpor e um vizinho também avançou sobre o terreno da prefeitura, então teria que ter essa indenização. Depois disso a prefeitura nos repassaria o terreno. Acabou não acontecendo. Diante da inércia da prefeitura e da necessidade de a gente ter uma nova sede, resolvemos construir no mesmo local que já está nosso batalhão hoje”, afirmou o comandante do 4º BBM, tenente-coronel Gustavo Eustáquio.

Esse havia sido o segundo local que o 4º BBM cogitou para erguer a sua nova sede. Ainda no início de 2019, uma audiência pública descartou a primeira possibilidade, a de edificar o quartel em um terreno também na avenida Centenário, em frente à Estação Rodoviária de Criciúma. “Depois disso, ainda analisamos outros cinco terrenos, até aparecer a área no bairro Santa Bárbara. Depois da vistoria, acreditávamos que as melhorias fossem feitas pela prefeitura até depois do Carnaval. Veio a pandemia e essas questão não recebeu a atenção devida. Então achamos melhor permanecer no atual local onde estamos instalados”, disse o comandante.

Eustáquio lembra ainda que o não avanço das negociações não impede que a permuta entre prefeitura e Estado ocorra em outro momento. “De forma alguma somos contrários a isso. Se depois, mais para frente, o Governo de Santa Catarina e a Prefeitura de Criciúma entenderem que o terreno no bairro Santa Bárbara pode abrigar alguma nova estrutura do Estado, tudo bem. Só não será mais utilizado como sede do 4º BBM”, frisou o tenente-coronel

A secretária de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana de Criciúma, Kátia Smielevski, afirmou que as melhorias começaram a ser feitas, mas o prazo estabelecido pelo Corpo de Bombeiros foi curto. "Uma obra deste porte, com investimento significativo, precisade mais tempo do que o Corpo de Bombeiros poderia esperar. A prefeitura, inclusive, já iniciou os serviços do desvio do afluente do Rio Criciúma, que corta o terreno", respondeu a secretária.

Escopo do projeto sendo desenvolvido

Diante disso, o setor de obras do 4º BBM já trabalha na elaboração do escopo do projeto do novo batalhão para ser construído na rua Dolário dos Santos. “Esse modelo, lógico, depois será entregue para a empresa que vencer licitação e um novo projeto será criado em cima dele. Nossa intenção é dividir o nosso terreno em três partes. Em uma delas extremidades, um estacionamento amplo, aberto. No meio, um prédio de quatro, cinco andares para abrigar o administrativo. E na outra ponta um hangar amplo para guardar as viaturas”, detalhou.

A não troca do terreno, segundo o comandante, vai impactar no tempo resposta. “Na verdade, o serviço não será ruim, de forma alguma. Mas a intenção de mudar de endereço era se posicionar em um local mais estratégico. Hoje para um caminhão sair do nosso batalhão, fazer a volta no quarteirão e seguir em direção ao bairro Michel, por exemplo, ele demora cinco minutos. Na avenida nós teríamos saída para os dois lados. Ficaria mais fácil, de fato”, reconheceu.

Outra preocupação é onde o Corpo de Bombeiros de Criciúma ficará instalado durante a obra. “Vamos ter que achar uma sede temporária, mas isso vamos nos preocupar mais para frente. Estamos agora dedicados a finalizar o escopo para tentar lançar a licitação até o fim de julho e começar a construir no início do ano que vem”, contou Eustáquio. O investimento para erguer o novo batalhão deverá ser de aproximadamente R$ 6 milhões, para uma área de 3,2 mil metros quadrados.