InternetData CenterAssinante

Moisés deve publicar nesta segunda-feira decreto para a volta do transporte coletivo municipal

Ônibus devem retornar a circular na segunda-feira do dia 8 de junho
Moisés deve publicar nesta segunda-feira decreto para a volta do transporte coletivo municipal
Foto: Mauricio Vieira/Secom
Por Lucas Renan Domingos Em 31/05/2020 às 16:57

O Governo de Santa Catarina deve publicar nesta segunda-feira, dia 1º, o decreto que autoriza a volta do transporte coletivo municipal no Estado. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Casa Civil, Amândio João da Silva Júnior, durante reunião neste fim de semana com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam). Os ônibus poderão circular a partir da segunda-feira do dia 8 de junho.

“Nesta segunda-feira, às 10 horas, deverá ter um anúncio do Governo de Santa Catarina confirmando o decreto. A princípio, será liberado o transporte coletivo municipal. Os ônibus intermunicipais e interestaduais ainda devem permanecer suspensos. Sendo assim, as cidades terão mais uma semana para se adequarem às regras que estarão presentes no decreto e no dia 8 de junho o transporte coletivo poderá retornar” afirmou o presidente da Fecam, Saulo Sperotto.

Aulas e eventos

Durante a reunião, o secretário da Casa Civil afirmou ainda que a volta das aulas presenciais para o Ensino Infantil, Fundamental e Médio em Santa Catarina deverá ser prorrogara para o primeiro dia de agosto. “Provavelmente o Ensino Superior, que são as faculdades e universidades, deverá ter liberação antes. Porque é mais fácil definir regras de higiene para o público adulto, com as crianças, adolescentes, isso já é mais complicado”, disse.

O decreto ainda deverá contemplar o prazo para a retomada dos eventos em Santa Catarina. “Assim como as aulas, deve ser prorrogado também, mas não nos passaram a data exata para este caso. Então é preciso aguardar a publicação do governador”, acrescentou Sperotto.

Ferramenta epidemiológica

Na oportunidade, voltou à pauta a ferramenta epidemiológica elaborada pelo Governo de Santa Catarina. A plataforma busca apresentar o comportamento da Covid-19 por regiões do Estado. Em cima do estudo, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) poderá monitorar a situação do novo coronavírus e tomar decisões de flexibilizações e restrições de forma regionalizada, sem a necessidade de a medida refletir em todo o território catarinenses.

“É uma ferramenta para orientar, não para impor decisões. Alguns municípios ainda precisam esclarecer algumas dúvidas de como utilizar. Mas assim que ela estiver totalmente alinhada e as prefeituras adaptadas, será uma excelente forma para definir os regramentos sanitários, sempre com o acompanhamento da SES e da Vigilância Epidemiológica e Sanitária do Estado”, completou o presidente da Fecam.