InternetData CenterAssinante

Mesmo com frio dos últimos dias, cardumes de tainha ainda não retornaram a costa de Balneário Rincão

Expectativa dos pescadores é capturar mais de 90 toneladas de peixe até o fim da safra
Mesmo com frio dos últimos dias, cardumes de tainha ainda não retornaram a costa de Balneário Rincão
Foto: Rafael Rocha
Por Lucas Renan Domingos Em 28/06/2020 às 14:09

Frio e mar calmo é a combinação necessária para uma boa pesca da tainha, mas mesmo com as baixas temperaturas registrada nos últimos dias, os cardumes ainda não retornaram a costa de Balneário Rincão. A previsão do tempo aponta que os termômetros deverão continuar registrando frio ao longo desta semana, o que aumenta a expectativa dos pescadores da Colônia Z-33, que ainda sonham com uma melhor safra.

A temporada da pesca da tainha iniciou no dia 1º de maio. Desde então, quase 50 toneladas do peixe já foram capturadas na região. Porém, a quantidade ainda está abaixo da meta esperada pelos pescadores. “Uma safra boa seria acima de 90 toneladas. Os pescadores já conseguiram honrar seus compromissos, mas agora que a gente iria começar a ter o lucro, veio alguns dias de calor e a tainha se afastou da nossa costa”, afirmou o presidente da Colônia Z-33, João Picollo.

Mas o período de pesca segue até o fim do mês de julho e os profissionais estão confiantes de que irão alcançar a meta. “Agora voltou o frio e deve permanecer nesta semana. Por enquanto a tainha ainda não apareceu por aqui, mas se continuar assim, como o mar bom, provavelmente venha alguma coisa. Vamos aguardar. Esperamos que o tempo continue assim até o fim de julho”, apontou Picollo.