InternetData CenterAssinante

Implantada há pouco mais de dois meses em Santa Catarina, Anacrim atua na defesa da advocacia

Associação Nacional da Advocacia Criminal emitiu nota nesta quarta-feira
Implantada há pouco mais de dois meses em Santa Catarina, Anacrim atua na defesa da advocacia
Foto: Divulgação
Por Jessica Rosso Em 08/07/2020 às 21:33

A Associação Nacional da Advocacia Criminal (Anacrim) foi fundada no Estado de Santa Catarina há pouco mais de dois meses e nesta quarta-feira, dia 8, emitiu uma nota que chamou a atenção por se tratar de uma manifestação que demonstra preocupação após um caso de Covid-19 ser informado pela imprensa no Presídio Santa Augusta. 

O presidente da Anacrim, o advogado Elias Trevisol, explicou que a associação propõe a união da advocacia, advogados e advogadas, com atividades variadas e com liberdade de atuação dos associados, trazendo uma proposta diferente das demais associações, de outros estados, principalmente nas atividades. "Mediante as comissões, todos os associados são livres para agir, claro, com o alinhamento estatutário de nossas missões", disse.

Trevisol conta que um grupo forte está sendo formado. "Até o momento a Anacrim de Santa Catarina tem fortalecido a representatividade no Estado, filiando valorosos nomes da advocacia catarinense. A paridade de gêneros é uma de nossas maiores prioridades, portanto, a advogada criminalista sempre é bem vinda. Nosso planejamento está em fase de implementação, com formação de parcerias com OAB's dos diversos Estados e representantes de diversos órgãos. Os membros associados já estão em pleno vigor e ação, atuando em prol da melhoria e constante defesa da advocacia criminal. Somos, também, corporativistas, ou seja, valorizamos muito nossos associados e associadas, acima de tudo, construímos amizades e o concreto sentimento que não estamos sós. Podemos contar uns com os outros", e concluiu dizendo que as ações já demonstram resultados, impulsionando missões cada vez maiores, sempre em defesa da advocacia.

Os advogados que se identificam com os valores e missões da Anacrim podem e devem se associar, conforme finalizou o presidente. Também fazem parte da diretoria, o vice-presidente Adriano Galvão e o conselheiro Sthefan Andrey Willens. A nota pública divulgada nesta data é também assinada pelo associado, o advogado Marcelo Vargas Pinto, que é presidente da Comissão do Tribunal do Júri da Anacrim de Santa Catarina.

Galvão entende que a advocacia criminal deve ser sempre fortalecida com o amplo apoio ao profissional que se vê em diversas circunstâncias de violações de prerrogativas. "A Anacrim proporciona exatamente uma rede fortalecida de inúmeros advogados e advogadas criminalistas, espalhados por todo o Brasil, dando assim a retaguarda necessária para se produzir luta por direitos de forma qualificada e estratégicamente especializada. A constante troca de experiências entre os seus associados, a preocupação com pautas essenciais como paridade de gênero e raça em suas comissões e organizações, o protagonismo das atividades por cada um de seus colaboradores, tornou a associação que mais cresce no país. Estamos de portas abertas para receber todas, todes e todos que se identificam com a necessidade de darmos passos largos rumo às lutas democráticas", afirmou o vice-presidente.

Sobre a Anacrim

A Anacrim já existe há mais de dois anos no Brasil, mas é uma novidade em Santa Catarina (fundada no dia 1º de maio de 2020). "É uma associação civil sem fins lucrativos, que visa reunir a advocacia criminal em defesa das prerrogativas, da amizade entre os membros e do impulso às ciências criminais", disse Trevisol. 

Sobre o presidente

Elias Guilherme Trevisol é doutorando em Direito. Advogado Criminalista há mais de 10 anos em Santa Catarina, com escritório em Criciúma/SC e Porto União/SC. Foi nomeado presidente da Anacrim Santa Catarina em maio deste ano, pelo presidente da Anacrim (Nacional), Dr. James Walker. Professor em Direito Penal e Processo Penal da Uniguaçu  - Universidade do Vale do Iguaçu. A gestão na Anacrim é válida até o ano de 2023.

Sobre o vice-presidente

Adriano Galvão é Pós-graduado em Direito Penal Econômico e Europeu pela Universidade de Coimbra e Instituto Brasileiro de Ciências Criminais. Especialista em Direitos Fundamentais pelo Ius Gentium Conimbrigae - IGC, da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Professor e coordenador do Grupo de Extensão e Pesquisa em Criminologia (GEPCrim). Advogado Criminalista, com escritório em São Paulo/SP e Criciúma/SC. . A gestão na Anacrim é válida até o ano de 2023.

Leia mais sobre: