InternetData CenterAssinante

HRA ainda aguarda entrega de equipamentos para implantar novos dez leitos de UTI

Governo de Santa Catarina assegurou o investimento, mas materiais ainda não chegaram
HRA ainda aguarda entrega de equipamentos para implantar novos dez leitos de UTI
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 22/04/2020 às 15:04

O Hospital Regional de Araranguá (HRA) chegou a ser anunciado pelo secretário Estado da Saúde, Helton Zeferino, como unidade que faria exclusivamente os atendimentos aos casos coronavírus na região Sul do Estado durante a pandemia. Mas a decisão foi recuada depois da administração do hospital informar a impossibilidade do HRA atender somente pacientes com a Covid-19, já que é a principal referência para outros casos de emergência na região. Mesmo assim, a unidade receberá um reforço de dez leitos de UTI, assegurados pelo Estado, que serão destinados para os cuidados com os pacientes com o vírus.

A estrutura da ala onde serão montados os leitos está pronta. E o Instituto Maria Schmitt (Imas), organização social que administra o HRA, ainda aguarda a chegada dos equipamentos prometidos pelo Governo de Santa Catarina. “São respiradores, monitores e camas”, enumerou o presidente do Imas, Ricardo Ghelere.

Conforme o presidente, dos dez novos leitos que serão implantados, três estão totalmente equipados. “Nenhum com equipamentos do governo. Eram equipamentos que nós já tínhamos disponíveis e que nos serviam como reservas. Agora foram levados para a nova ala”, acrescentou Ghelere.

O Imas ainda busca viabilizar mais dez leitos de UTI no HRA e tem contado com o apoio das lideranças políticas da Associação da Região do Extremo Sul Catarinense (Amesc). “Vamos aguardar um prazo quanto a segunda parte do pedido, já que pedimos 20. Todos os prefeitos do Vale do Araranguá se mantém mobilizados para que sejam garantidos todos os leitos de UTI solicitados nos ofícios”, pontuou o prefeito de Balneário Gaivota e presidente da Amesc, Ronaldo Pereira da Silva.

Segundo a Amesc, o pedido de 20 leitos de UTI foi baseado nos estudos que apontam a necessidade de 50 leitos por 200 mil habitantes. A região está abaixo da média nacional, pois a população dos 15 municípios da região é de mais de 202 mil habitantes. No total, o HRA teria 30 leitos de UTI somando os dez já exintentes na unidade e os 20 aguardados pela Amesc.