InternetData CenterAssinante

Hemosc de Criciúma continua aberto e precisa de doadores

Todo o processo de doação leva, em média, 55 minutos
Hemosc de Criciúma continua aberto e precisa de doadores
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 18/03/2020 às 09:31

A doação de sangue é uma atitude que salva vidas. Com a chegada do novo coronavírus (COVID-19) no Brasil e com quatro casos confirmados na região Sul de Santa Catarina o alerta é ainda maior. Para atender essa demanda, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) precisa manter seus estoques em um nível adequado e seguro. 

Em Criciúma, o Hemosc continua suas atividades normalmente e precisa de doações de todos os tipos sanguíneos, porém com mais prioridade em O+ e O-. Mas existem restrições aos doadores. “As pessoas que estiveram em viagens no exterior ou em São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, não devem comparecer ao Centro em 30 dias. Além disso, doadores gripados também não. O Hemosc continua aberto normalmente. Não tivemos aumento da demanda, porém temos que alertar a população que as doações devem continuar acontecendo para mantermos o estoque”, explica o responsável da divisão técnica do Hemosc de Criciúma, Rafael Luiz da Silva

O processo de doação leva, em média, 55 minutos e são retirados aproximadamente 450 ml de sangue. A coleta é feita por pessoal capacitado e sob supervisão de um médico ou enfermeiro, garantindo o bem-estar do doador.

Pra ser um doador é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 69 anos, ou mais de 16 na presença e autorização formal dos pais, e pesar mais de 50 quilos. Não é necessário jejum, mas é recomendável uma alimentação leve nas 12 horas antes da doação. O Hemosc de Criciúma está localizado na avenida Centenário, Nº1700, no bairro Santa Barbara. O horário de atendimento é das 7h30 às 18h30. 

Saiba mais sobre a doação de sangue:

Tipos de doação

O doador pode candidatar-se à doação de três formas:

- Doação espontânea: atitude solidária para ajudar o próximo, de modo altruísta

- Doação vinculada: vinculada à algum paciente

- Doação autóloga: doar para si mesmo

O que é necessário para doar?

- Ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;

- Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;

- O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;

- O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;

- Pesar acima de 50 kg;

- Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG, carteira profissional, carteira de motorista, etc;

- Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas nas horas que antecedem a doação;

- Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas.

Intervalo entre as doações:

- Mulheres: 90 dias/ três doações nos últimos 12 meses;

- Homens: 60 dias/ quatro doações nos últimos 12 meses.

Não pode doar:

Quem tem ou teve as seguintes doenças:

- Hepatite após os 11 anos de idade;

- Lepra (hanseníase);

- Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto;

- Doença autoimune;

- Doença de Chagas;

- Aids;

- Problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista);

- Diabetes;

- Câncer.

Leia mais sobre: