InternetData CenterAssinante

Forcri defende uso dos Fundos Eleitoral e Partidário para ações de combate à Covid-19

Entidades também solicitaram o adiamento das eleições municipais
Por Redação Em 23/04/2020 às 21:27

Representantes das entidades que compõem o FORCRI – Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Somarsul (Lojas Maçônicas), Lions e Rotary Clubes de Criciúma – estiveram presentes à reunião realizada na Acic pela Câmara Municipal, na semana passada, entre integrantes de diversos segmentos e lideranças políticas. Na ocasião, o Fórum das Entidades de Criciúma também apresentou reivindicações aos parlamentares.

Em ofício, assinado pelo presidente Donato Moro, o Forcri solicitou ao Fórum Parlamentar Catarinense a união de esforços para o adiamento das eleições municipais e a unificação das eleições para 2022 – sem reeleição para qualquer dos cargos – bem como, a imediata destinação de recursos do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário para ações de combate à Covid-19.

O documento foi entregue ao deputado federal Daniel Freitas, coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, além de encaminhado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e à Câmara Municipal de Criciúma. Confira o ofício na íntegra:

“Cumprimentando-o cordialmente, vem as Entidades Não Governamentais, sem vinculação partidária que formam o FÓRUM das ENTIDADES de CRICIÚMA - FORCRI, constituído pela Associação Empresarial de Criciúma – ACIC; Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL, SOMARSUL (Lojas Maçônicas), Lions Clubes e os Rotary Clubes de Criciúma, que tem por objetivo, de forma voluntária, discutir e propor ações visando o bem-estar e crescimento da cidade de Criciúma, apresentar nossas considerações sobre as consequências da atual Pandemia do Covid-19 que assola nosso país:

Considerando que os reflexos da Covid-19 não terão duração de apenas 60 dias – como referido nas medidas de contenção de despesas adotadas por diversos poderes – e irão mergulhar a economia brasileira em uma crise sem precedentes;

Considerando o iminente colapso de orçamentos dos municípios, estados e do governo federal em função das quedas bruscas na arrecadação de tributos e da elevação estratosférica dos gastos públicos para o enfrentamento da Covid-19, a manutenção de empregos, das empresas e os investimentos sociais;

Solicita ao Fórum Parlamentar Catarinense o envidamento uníssono de esforços para o adiamento das eleições municipais e a unificação das eleições para 2022, – sem reeleição para qualquer dos cargos – bem como, a imediata destinação do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário para ações de combate à Covid-19;

Pelas considerações apresentadas, entendemos que a medida proposta deve ser amplamente discutida, aperfeiçoada e implementada, pois visa minimizar o enorme impacto humanitário e social de uma recessão econômica profunda, que afeta principalmente os segmentos mais vulneráveis da população.

Colaboração: Deize Felisberto