InternetData CenterAssinante

Fluxo nas ruas de Criciúma tem aumentado gradativamente; ‘isso não é bom’, alerta prefeito

Quarentena segue até o dia 31, conforme a atualização do decreto municipal
Fluxo nas ruas de Criciúma tem aumentado gradativamente; ‘isso não é bom’, alerta prefeito
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 26/03/2020 às 20:10

Criciúma entrou nesta quinta-feira, dia 26, na segunda semana de quarentena, como meio de combate e prevenção ao coronavírus. Todavia, o movimento nas ruas tem crescido gradativamente. Em uma rápida passagem pela avenida Centenário, a reportagem do Portal Engeplus registrou diversos pedestres, veículos e motociclistas - tanto no sentido Próspera quanto Pinheirinho.

Este registro está respaldado nos números. De acordo com a Prefeitura de Criciúma, desde o início da primeira semana de quarentena o índice de veículos transitando por dia na cidade subiu de 89 mil para 236 mil. “Não saia de casa. Tem havido um certo relaxamento, tem mais pessoas circulando e isso não é bom para a eficiência do nosso trabalho. Todos sabem que será a partir do dia 15 ou 20 (de abril) que as coisas podem piorar. As pessoas estão voltando para as ruas e isso não é bom”, alerta o prefeito do município, Clésio Salvaro.


Registro foi feito por volta das 18h50 desta quinta-feira. (Fotos: Thiago Hockmüller/Engeplus)

O dado foi divulgado durante a tradicional live nas redes sociais da prefeitura. Com as medidas de flexibilização adotadas pelo Governo Federal, inclusive liberando como serviços essenciais lotéricas e atividades religiosas de qualquer natureza, Salvaro explicou que vai aguardar pelo Governo do Estado para efetuar mudanças, no entanto, alerta que os prefeitos querem participar das decisões. 

“Somos de cumprir a constituição. Há um decreto do Governo do Estado e por força de decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) o decreto que tem que ser cumprido é o do governo do Estado. Queremos participar desta discussão de um novo decreto. Ninguém melhor que os prefeitos e secretários municipais para saber como as coisas estão acontecendo”, explica.

Você deve ficar em casa, junto com sua família. Tudo está fechado e você deve permanecer em casa. A partir do dia 1º, é outra história. Vamos fazer o acompanhamento diário e continuar monitorando.

Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma
_______

De acordo com os decretos, estaduais e municipais, a quarentena segue até o dia 31 de março. Até lá, apenas serviços considerados essenciais estão autorizados para operar.