InternetData CenterAssinante

Ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba é preso durante a segunda fase da Operação Oxigênio

Operação cumpre 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão preventiva
Ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba é preso durante a segunda fase da Operação Oxigênio
Foto: Divulgação
Por Thiago Hockmüller Em 06/06/2020 às 09:11

O ex-secretário da Casa Civil de Santa Catarina, Douglas Borba, foi preso preventivamente na manhã deste sábado, dia 6, durante a segunda fase da Operação Oxigênio. Além dele, o advogado Leandro Barros também teve a prisão preventiva cumprida, conforme informações do Portal ND+. 

A operação é um trabalho conjunto do Ministério Público (MPSC), Tribunal de Contas (TCE) e Polícia Civil. Hoje, estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão preventiva. Os trabalhos acontecem em cinco municípios em três estados - Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

A força-tarefa investiga crimes contra a administração pública em processo de dispensa de licitação para aquisição emergencial de 200 ventiladores pulmonares, a fim de auxiliar no enfrentamento da Covid-19. A aparelhagem custou R$ 33 milhões, pagos de forma antecipada, e entregues pela empresa depois do prazo estipulado.

O ex-secretário da Casa Civil e o advogado foram encaminhados para a sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Leia mais

Força-tarefa apura denúncia de superfaturamento e pagamento adiantado na compra de respiradores

Helton Zeferino pede exoneração do cargo de secretário de Estado da Saúde de Santa Catarina

Em coletiva, Governo do Estado justifica pagamento antecipado de R$ 33 milhões por respiradores

Caso dos respiradores: servidora exonerada afirma que empresa foi definida de forma antecipada

Força-tarefa cumpre 35 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens

Os detalhes da operação relacionada a compra de respiradores pelo Governo do Estado

Douglas Borba pede exoneração e deixa Secretaria da Casa Civil

Respiradores adquiridos junto à Veigamed são entregues para a Secretaria de Estado da Saúde