InternetData CenterAssinante

Estudantes do UniSATC e Colégio retornam para aulas multiplataformas

Retorno às aulas, especialmente às práticas, está sendo feito de forma gradativa
Estudantes do UniSATC e Colégio retornam para aulas multiplataformas
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 24/10/2020 às 14:29

A primeira semana de retorno parcial das aulas no Colégio e do Centro Universitário UniSATC pode ser resumida em duas palavras. “Otimismo e segurança. Estávamos com muita saudade de ter nossos alunos circulando por aqui. Embora em número reduzido, porque seguimos com as aulas multiplataformas, eles voltaram. E esse retorno seguiu as regras de segurança sanitária”, reforçou o coordenador do UniSATC, Jovani Castelan

O retorno às aulas, especialmente às práticas, está sendo feito de forma gradativa. Na graduação, voltaram as turmas da 1ª à 4ª fase. Na próxima semana, irão voltar os alunos das fases seguintes. “Nossos acadêmicos que não se sentem seguros para voltar ou que fazem parte do grupo de risco, seguirão com as aulas online”, afirmou Castelan. 

Para se preparar para as atividades multiplataformas, os professores participaram de capacitações no mês de julho e atualizações nos últimos dias com o setor de Ensino à Distância (EaD). “O sucesso das aulas multiplataformas reflete o empenho dos nossos professores durante o período de treinamento que antecedeu o início das aulas. Também é merecido destacar o papel dos nossos acadêmicos, tanto os que assistiram as aulas presenciais, quanto os que participaram de forma remota. A integração de todos foi um ponto positivo”, ponderou a coordenadora do setor de EaD, Jaqueline Garcia de Godoi.  

Colocando a mão nas ferramentas 

A saudade das aulas práticas era quase tão grande quanto ver os amigos. No Colégio Satc, o retorno gradativo ocorreu com os alunos da 4ª fase dos cursos técnicos. Os que possuem condições de vir e não integram nenhum grupo de risco estão voltando para as aulas práticas. “É muito bom estar de volta. A gente aprende no online, mas presencial é melhor”, comentou o aluno Gustavo Buss, 17 anos. 

Junto com outros colegas do curso técnico de Manutenção Automotiva, Gustavo e Vitor Ribeiro Geremias, 17, têm o desafio de desmontar um motor e encontrar o problema que o impede de funcionar. “Vamos ter que ver qual peça está com problemas”, comentou Vitor.  

Aos poucos, os estudantes irão retornar para as aulas práticas. Nos laboratórios, a equipe de Segurança determinou a quantidade que pode atuar, respeitando distanciamentos e normas de saúde. Na próxima semana, já podem vir os alunos que estão frequentando a 2ª fase para realizar as atividades práticas.  

Leia mais sobre: