InternetData CenterAssinante

Empresa Júnior de Matemática da Unesc se destaca na área da educação e na prestação de serviços

Promat Jr oferece aulas particulares, cursos e formação continuada para professores
Empresa Júnior de Matemática da Unesc se destaca na área da educação e na prestação de serviços
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 20/09/2020 às 15:25

Mais que um local de aprendizado acadêmico, as empresas juniores são uma oportunidade tanto para estudantes e professores quanto para a sociedade. Na Unesc, dentre as iniciativas que se destacam, inclusive no mercado, está a Empresa Júnior do Curso de Matemática (Promat Júnior). Criada em 2018, ela é a primeira empresa júnior na área do Licenciatura de Santa Catarina a segunda criada em todo o Brasil. Oferece aulas particulares, cursos, laboratórios e clubes de Matemática tendo como público de suas ações, estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Superior e professores. O trabalho realizado já foi reconhecido pelo município de Criciúma, que estuda uma parceria com a Promat Júnior. Além disso, a trajetória da empresa júnior fará parte de um livro da Editora Atena.

A Promat Júnior tem como proposta principal, contribuir para o desenvolvimento da região por meio da educação matemática. Entre os serviços prestados por ela estão: aulas particulares direcionadas para Ensino Fundamental e Médio, graduação e concurso público; curso de Matemática Básica Nível 1, para alunos do Ensino Médio e ingressantes na graduação; curso de Matemática Básica Nível 2, voltado para alunos de graduação que necessitem revisar conteúdos de Fundamentos Matemáticos; Formação Continuada para Professores das séries iniciais e de Matemática de escolas públicas e particulares e Laboratórios/Clubes de Matemática, para instituições escolares públicas e particulares. A empresa júnior ainda vai incluir em seu portfólio de serviços o curso de Raciocínio Lógico, destinado aos interessados em concursos públicos.

Protagonismo estudantil

A professora do curso de Matemática da Unesc, Viviane Raupp Nunes de Araújo, participa desde o início das atividades da Promat Júnior e conta que a ideia  partiu dos próprios acadêmicos. “Lembro-me que estava na sala de aula, lecionando Geometria Analítica II e o Gian (Gian Carlos Marangoni da Silva, atual presidente da Promat) me falou do projeto. Debatemos sobre o projeto, avaliei a viabilidade da proposta e em seguida, iniciamos as reuniões para o registro da empresa júnior e as ações a serem desenvolvidas. Surgiu ali, o primeiro curso de Matemática Básica oferecido pela Promat”, relembra.

Segundo ela, umas das marcas da Promat Júnior é o empreendedorismo e a inovação, tanto que ela foi a precursora das empresas juniores na área de Licenciatura no Estado. Além disso, a iniciativa proporciona novos aprendizados aos participantes. “Por ser liderado por acadêmicos, o movimento Empresa Júnior proporciona aos envolvidos a vivência da prática na docência. Nos trabalhos desenvolvidos sob orientação de professores mestres e doutores, os acadêmicos adquirem experiências que seriam possíveis somente depois de formados. Pesquisas indicam que ex-membros de empresas juniores são muito mais bem vistos no mercado e, que em alguns casos, têm mais oportunidades de crescimento devido ao conhecimento da área de formação, associado à inovação de empreender”, afirma Viviane.

O presidente da Promat considera que o acadêmico que participa de uma empresa júnior consegue desenvolver características de liderança, persuasão, dinamismo, trabalho em equipe e outras tão importantes para o mundo do trabalho e para sua vida pessoal. “No caso da Promat, o estudante experimenta na prática à docência, a construção de materiais didático-pedagógicos como caderno de estudos, listas de exercícios e produção de videoaulas, além de participar ativamente das atividades administrativas de uma empresa comum”, explica Silva.

Prestação de serviços

Entre o portfólio da empresa júnior estão os laboratórios de Matemática. E foi em função deste serviço que a Promat foi procurada pela Secretaria de Educação de Criciúma. Silva explica que a prefeitura já articula os projetos de Clubinhos de Matemática, dos quais já saíram medalhistas em olimpíadas internacionais. “A Promat foi acionada para desenvolver um projeto de ampliação dos clubes de Matemática para possibilitar o acesso a mais estudantes de rede pública de ensino do município. Com a apresentação das ideias da Promat, também houve interesse na formação. Hoje, a prefeitura em parceria com a Unesc desenvolve formação com professores das primeiras e segundas séries do Ensino Fundamental I”, conta.  

Além disso, a empresa júnior do curso de Matemática da Unesc poderá desenvolver um projeto de Formação Continuada também com professores do terceiro ao quinto ano do Ensino Fundamental

Pesquisa

Além de atuar na área de extensão e ensino, a Promat desenvolve processos de pesquisas que visam contribuir para o conhecimento. Em 2019 dois trabalhos foram apresentados na Semana de Ciência e Tecnologia da Unesc e outro no 1º Fórum Catarinense das Licenciaturas, em Blumenau.

Segundo Silva, o artigo do Fórum foi convidado para ser capítulo de um livro da Editora Atena. “O artigo então foi submetido e aprovado pela avaliação que tem grande potencial de inovação. O que determina o diferencial da nossa empresa júnior em estar articulado com a Universidade que estamos inseridos, que é referência no ensino, na pesquisa e na extensão. Além disso, inscrevemos proposta para o Prêmio de Inovação Catarinense da Fapesc, cuja lista do finalista será divulgada em março de 2021”, conta o presidente da Promat.

 Parcerias internas

As empresas juniores da Unesc contam com o apoio da Diretoria de Ensino de Graduação e da Agência de Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia (Aditt). Na Universidade, além usufruírem da estrutura interna, as empresas juniores possuem uma sala de trabalho, além de equipamentos para desenvolvimento das atividades administrativas e atendimento a clientes.

Colaboração: Milena Nandi/Agência de Comunicação da Unesc