InternetData CenterAssinante

Em Santa Catarina, 68,4% dos pontos analisados pelo IMA estão próprios para banho

Coletas foram realizadas de 13 a 17 de janeiro de 2020
Em Santa Catarina, 68,4% dos pontos analisados pelo IMA estão próprios para banho
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 20/01/2020 às 21:22

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) divulga o relatório de balneabilidade referente a coletas realizadas de 13 a 17 de janeiro de 2020. De acordo com o resultado, 68,4% dos 231 pontos analisados no litoral catarinense estão próprios para banho, índice maior do que o resultado anterior quando 65,8% dos locais vistoriados apresentavam condições favoráveis para mergulho.

Em Florianópolis, dos 87 pontos, 60 estão em condições de receber banhistas, o que representa 69,%. No restante do litoral, das 144 áreas onde há coleta, em 98 recomenda-se o mergulho, o que representa 68,1%. Com relação ao relatório anterior, um ponto passou da condição de próprio para impróprio, o 67 na Praia de Ponta das Canas, na altura do nº 5.281 da Estrada Geral, e sete pontos passaram de impróprio para próprio.

As amostragens e ensaios são efetuados nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.

De novembro a março, o IMA realiza semanalmente a pesquisa da qualidade da água do mar para banho e divulga no site balneabilidade.ima.sc.gov.br e pelo aplicativo Praia Segura, do Corpo de Bombeiros.

O IMA solicita a atenção dos banhistas para situação do ponto em uso, placas estão sendo danificadas, vandalizadas, queimadas e até excluídas do local onde foram implantadas para informar a condição do ponto amostrado. A partir de agora é importante que os usuários obtenham informações junto ao nosso site ou no aplicativo Praia Segura e que evitem o banho, principalmente, nas proximidades da desembocadura de rios e tubulações após a ocorrência de fortes chuvas.