InternetData CenterAssinante

Em média, Criciúma registrou uma morte por Covid-19 a cada três dias desde 1º de abril

Novo vírus já vitimou 43 criciumenses nos últimos 132 dias
Em média, Criciúma registrou uma morte por Covid-19 a cada três dias desde 1º de abril
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 11/08/2020 às 10:42

Há 132 dias, Criciúma registrou a primeira morte por Covid-19. O dia 1º de abril nunca mais será esquecido pela família do empresário Evaldo Stopassoli, que foi a primeira vítima do novo vírus na Capital do Carvão. De lá para cá, mais 42 pessoas da cidade morreram em virtude da doença, ou seja, a cada três dias, um paciente morreu de coronavírus em Criciúma.

A doença pode parecer distante de muitas pessoas, mas os números mostram que não é assim. Criciúma já registrou 3.440 casos de coronavírus, sendo que 1.652 pessoas já se recuperaram da doença e 43 pacientes morreram, ou seja, 1.745 contaminados estão com o vírus ativo na Capital do Carvão. 

O primeiro caso de coronavírus em Criciúma foi divulgado pela Vigilância Epidemiológica no dia 20 de março, há 144 dias. De lá para cá, 3.440 casos foram confirmados, o que representa cerca de 23 pessoas em média contaminadas por dia com o novo vírus. 

A primeira vez que a Prefeitura de Criciúma divulgou dados de recuperados do coronavírus foi 27 de março. De lá para cá, se passaram 137 dias e 1.652 pessoas já se recuperaram da doença, ou seja, 12 pacientes em média se recuperaram da doença por dia.