InternetData CenterAssinante

Em Criciúma, supermercados irão recomendar que apenas uma pessoa por família realize as compras

Pedido foi feito pela Secretaria de Saúde depois de identificar aglomeração nas lojas
Em Criciúma, supermercados irão recomendar que apenas uma pessoa por família realize as compras
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 16/07/2020 às 14:55

Mesmo com a crescente do número de casos positivos, a Prefeitura de Criciúma não decretou novas medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19 no município. Ao mesmo tempo a Secretaria de Saúde da cidade se movimenta para criar ações que evitem a proliferação do novo coronavírus. Uma das preocupações do Governo do Município é a quantidade de pessoas dentro dos supermercados. Em conversa com a Associação Catarinense dos Supermercados (Acats) ficou definido que o setor irá recomendar aos clientes que apenas uma pessoa por família faça as compras.

“Não vai ser decretado. Vamos trabalhar com a conscientização das pessoas. A nossa recomendação é que os clientes evitem ir fazer as compras em família e defina apenas um representante para ir ao supermercado. A intenção e evitar aglomeração dentro das nossas lojas. Idosos e demais pessoas do grupo do risco tambémd devem evitar a ida até as lojas”, destacou o vice-presidente da Regional Sul da Acats, Nazareno Dorneles Alves.

O pedido foi feito ao setor pelo secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande. Conforme o vice-presidente da Acats, em um primeiro momento o objetivo é dialogar com os clientes. “Caso essa conscientização não seja adotada pelas pessoas, vamos ter que restringir. Se a gente não tiver êxito por meio de diálogo, vamos ter que tornar essa regra obrigatória, pensando na segurança dos clientes e na manutenção do funcionamento dos supermercados”, acrescentou Alves.

 O vice-presidente da Acats salientou ainda que as lojas seguem operando aceitando apenas 50% da capacidade de público dentro dos estabelecimentos. “Estamos sempre buscando melhorar. Temos que manter a operação funcionando adequadamente, reforçando as medidas de distanciamento, uso de máscara, higienização das lojas, carrinhos, cestinhas e também o uso do álcool em gel”, completou.