InternetData CenterAssinante

Em Criciúma, 15% dos profissionais de saúde estão afastados em meio à pandemia

Atualmente, a Capital do Carvão conta com cerca de 1.250 profissionais de saúde
Em Criciúma, 15% dos profissionais de saúde estão afastados em meio à pandemia
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 15/07/2020 às 11:18

Os profissionais de saúde de Criciúma estão há mais de quatro meses atuando diariamente no combate ao coronavírus e outras doenças. Mas eles também estão ficando doentes e se afastando de suas atividades. Atualmente, cerca de 15% do efetivo da saúde criciumense está longe de sua função por motivos variados, como integrar grupo de risco e testes positivo para Covid-19 ou por suspeita. 

Atuam na saúde pública de Criciúma cerca de 1.250 profissionais, mas a Prefeitura busca contratar mais trabalhadores para a pasta. “Precisamos cuidar de quem cuida. Não está fácil. Fizemos um chamado para contratar. De 12% a 15% dos profissionais de saúde estão afastados por problemas, pois eles também adoecem”, frisa o secretário de Saúde, Acélio Casagrande

O secretário comenta que o Hospital São José, por exemplo, está contratando profissionais de saúde, mas a situação também é delicada. “Faltam profissionais neste momento. O Hospital São José deve finalizar a instalação dos dez novos respiradores para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até sexta-feira, mas precisamos de profissionais para trabalhar nesta ala”, explica. “A Prefeitura de Criciúma também está chamando profissionais da saúde. Quem tiver interesse deve nos procurar”, acrescenta. Os profissionais poderão deixar currículo na Secretaria de Saúde de Criciúma, que está localizada no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Para trabalhar no Hospital São José, os interessados em participar da seleção devem encaminhar currículo para o e-mail: recrutamento@hsjose.com.br com o nome da vaga de interesse no assunto.