InternetData CenterAssinante

Em Brasília, representantes da Amrec tratam do edital de pedagiamento da BR-101

Acompanhados de depuados, eles tiveram uma audiência com Ana Arraes, ministra do TCU
Em Brasília, representantes da Amrec tratam do edital de pedagiamento da BR-101
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 11/02/2020 às 17:29

Por intermédio da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), a ministra do Tribunal de contas, Ana Arraes, recebeu nesta terça-feira, dia 11, em Brasília, uma comitiva do Sul catarinense para tratar do edital de pedagiamento da BR-101. O prefeito de Forquilhinha, Dimas Kammer, e o diretor executivo da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Vanderlei Alexandre, o Lei, estiveram na audiência, assim como os deputados federais Ricardo Guidi, Daniel Freitas, Carmen Zanotto e Ângela Amin e o deputado o estadual Wolnei Webber.

A audiência teve como objetivo formalizar o pedido para que a ministra atenda a medida cautelar, protocolada Fecam e demais associações de municípios de Sul de Santa Catarina, para suspender o leilão de concessão da BR-101 Sul, marcado para o próximo dia 21. A Fecam alega que a contagem de tráfego no trecho realizada pela Agência Nacional de Trnsportes Terrestres (ANTT) não atendeu as exigências determinas pelo Tribunal de Contas, bem como 30 quilômetros de obras já realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), que ainda permanecem no edital. 

“Os argumentos são plausíveis de suspensão para recontagem. Esperamos que ela atende nosso pedido e assim vamos redimensionar as quatro praças de pedágio”, afirmou do diretor executivo da Amrec, Lei Alexandre.