InternetData CenterAssinante

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros relatam dificuldades em receber chamadas nos telefones de urgência

Vendaval ocasionado pelo ciclone extratropical também prejudicou linhas telefônicas
Por Lucas Renan Domingos Em 01/07/2020 às 07:00

O ciclone extratropical que atinge a região Sul do Brasil não só tem provocado estragos em residências, árvores e no fornecimento de energia elétrica, como também tem prejudicado a comunicação dos órgãos de segurança. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, os primeiros a serem acionados em caso de desastres, relataram dificuldades em receber ligações nos números de urgência e emergência entre a noite dessa terça-feira, dia 30, e a madrugada desta quarta-feira, dia 1º.

Em Criciúma, o coordenador da Defesa Civil, Dioni Borba, afirmou que o número 199 chegou a ficar fora por algumas horas. “Estávamos com as Centrais de Emergência apresentando problema no 199, somente o celular de emergência estava funcionando. Por volta das 4 horas da manhã retornaram as ligações no 199, mas ainda apresentando algumas dificuldades”, relatou.

Em Criciúma, quem precisar acionar a Defesa Civil e não conseguir contato pelo 199, pode procurar atendimento pelo (48) 99164-5298.

Tubarão

Já em Tubarão, 8º Batalhão de Bombeiros Militar (8ºBBM) confirmou problemas nas linhas telefônicas. A instabilidade foi diagnosticada em pelo menos 21 municípios atendidos pelo 8º BBM. Por conta disso, além do 193, o batalhão de Tubarão também está recebendo chamadas de urgência e emergência pelos telefones fixos: (48) 3631-9636 e (48) 98419-7340.

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) também emitiu nota afirmando que o problema ocorre em diferentes batalhões do Estado.

Confira a nota:

Informação - Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) informa que está passando por algumas dificuldades de comunicação, por conta de um problema técnico causado por conta dos ventos e chuvas que assolaram o estado nesta terça-feira, 30.

Este problema técnico parte da empresa de telefonia, é uma situação nacional e nossa equipe da Divisão de Tecnologia da Informação (DITi) do CBMSC está em contato constante, para resolver o mais breve possível.

Algumas centrais de emergência 193 estão recebendo chamadas de telefones fixos.

Com isto, pedimos para que a população mantenha a calma, tente primeiro ligar *pelos telefones fixos* e priorizem as emergências que tragam risco à vida.

Nós temos consciência de que diversas árvores estão caídas e a situação em que algumas cidades se encontram, por isso pedimos apoio e a compreensão de que sejam priorizadas as ocorrências que tragam risco à vida.

O CBMSC também disponibiliza abaixo números para contato com as centrais, no caso de o cidadão não conseguir contato via 193, que deverão ser utilizados apenas nesta situação de emergência.