InternetData CenterAssinante

Criciúma deve comprar mais 10 mil testes rápidos nos próximos dias

Criciúma contabilizou 3267 pessoas infectadas com coronavírus desde o início da pandemia
Criciúma deve comprar mais 10 mil testes rápidos nos próximos dias
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus/ Ilustrativa
Por Rafaela Custódio Em 08/08/2020 às 15:19

A Prefeitura de Criciúma deve comprar nos próximos dias mais 10 mil testes rápidos. O Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amrec (Cisamrec) realizou a compra de 500 mil testes e os 12 municípios da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) irão comprar de acordo com a demanda de cada cidade. 

O secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande informou que a cidade já adquiriu 20 mil testes, porém neste número também estão as doações recebidas pela Prefeitura. “Entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e os laboratórios, realizamos em média 500 testes rápidos por dia e mais os testes de PCR. Sou a favor da testagem na população. Com os testes, conseguimos isolar os positivos e evitamos a transmissão em massa”, comenta. 

Casagrande citou que o valor dos testes diminuíram, facilitando a compra. “No começo da pandemia, cada teste custava mais de R$ 200,00 e hoje está em cerca de R$ 19,90”, destaca. Criciúma já contabilizou 3267 pessoas infectadas com o novo vírus desde o início da pandemia e 1580 pessoas já se recuperaram. Além disso, 41 residentes da cidade morreram em virtude da Covid-19. Outros 46 pacientes que estavam internados em hospitais de Criciúma morreram por causa da doença, porém são residentes de outras cidades.

Leia mais sobre: