InternetData CenterAssinante

Coronavírus em SC: Governo do Estado firma parceria com UFSC para testes de detecção de Covid-19

Universidade já conta com equipe capacitada e habilitada a realizar diagnóstico da doença
Coronavírus em SC: Governo do Estado firma parceria com UFSC para testes de detecção de Covid-19
Foto: Robson Valverde/Secom
Por Redação Engeplus Em 30/03/2020 às 17:02

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-SC) firmou uma importante parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com o objetivo de ampliar o atendimento à demanda de exames para o diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19). O Lacen vem produzindo uma média mensal de mil testes.

A UFSC colocou à disposição dois laboratórios, equipamentos e profissionais qualificados e treinados nos protocolos do Lacen para realizar a detecção do vírus SARS-CoV-2, pela metodologia RT-PCR em tempo real. As primeiras análises para dignóstico da Covid-19 foram feitas pela UFSC já na última quinta-feira, dia 26. 

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, a parceria com a UFSC para análises das amostras relativas à Covid-19 é de extrema importância neste momento para Santa Catarina.

“Podemos dar maior celeridade nos resultados das amostras. Isso faz com que tenhamos condutas mais assertivas dentro da rede hospitalar, além de condutas mais apropriadas no que diz respeito a pacientes que estejam em isolamento domiciliar. Além disso, traz uma diminuição da ansiedade para a população, o que acaba acontecendo quando temos coleta de amostras que tardam para serem liberadas com o resultado positivo ou negativo. Então essa parceria tende a aumentar e fazer com que tenhamos demandas mais ágeis, especialmente, para que a população seja melhor atendida”, explica o secretário.

Desde fevereiro, o Laboratório Central já realizou mais de 1,3 mil testes para detecção do vírus, que foram distribuídos aos municípios catarinenses.O Lacen é o laboratório de referência estadual e coordenador da rede pública laboratorial no território catarinense. Por isso, as amostras continuarão sendo encaminhadas para o órgão, que fará a triagem e definirá aquelas que serão direcionadas para a UFSC.