InternetData CenterAssinante

Confirmada primeira morte por Covid-19 em Araranguá; vítima é de Sombrio

Professora de 42 anos estava internada na UTI do HRA desde o dia 29 de março
Confirmada primeira morte por Covid-19 em Araranguá; vítima é de Sombrio
Foto: Divulgação/Prefeitura de Araranguá
Por Thiago Hockmüller Em 11/04/2020 às 10:52

Araranguá registrou na manhã deste sábado, dia 11, a primeira morte por Covid-19. A vítima é a professora Ana Cláudia José Luiz, 42 anos de idade, moradora de Sombrio, mas que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Araranguá (HRA) desde o dia 29 de março.

A confirmação parte pela própria Secretaria de Saúde do município e também da Prefeitura de Sombrio que se manifestou por meio de uma nota oficial. A vítima deu entrada no Hospital Dom Joaquim no dia 29, com suspeita de contaminação por coronavírus. Nesta mesma data foi transferida para a UTI do HRA e entubada. “Na ficha de notificação consta que ela não viajou e não tinha doença crônica. Seu óbito foi registrado às 5h40”, diz a nota.

Confira abaixo a nota oficial da Prefeitura de Sombrio:

Luto!

Estamos tristes. Todos. Professora Ana Cláudia José Luiz (foto), da nossa rede municipal, infelizmente nos deixou hoje, vítima da Covid-19.

Não existe palavra que conforte, que diminua a tristeza da família. Mesmo assim, a Secretaria Municipal de Educação nós, lamentamos, pois não só perdermos uma profissional competente, mas uma amiga de todos.

Ana Claudia dava aula nas escolas Fioravante Minatto, comunidade de Garuva, e Alcides de Souza Pereira. Jovem, com toda vida pela frente. Para nós não se trata de um número desse vírus que parou o Mundo. Se trata de um ser humano que fará falta a todos que a conheciam.

Mulher de 42 anos, internada no Hospital Regional de Araranguá na UTI em estado grave, com exame de Covid-19 confirmado. Ela deu entrada no Hospital dom Joaquim no dia 29 de Março, com suspeita Covid-19. Feita a coleta e já transferida no mesmo dia para Regional, onde o quadro se agravou, sendo transferida para UTI e entubada. Na ficha de notificação consta que ela não viajou e não tinha doença crônica. Seu óbito foi registrado às 5h40.