InternetData CenterAssinante

Clésio Salvaro lamenta estragos causados pela chuva e garante que canal auxiliar não foi o problema

Prefeito de Criciúma ainda afirmou que também choveu dentro de sua casa
Clésio Salvaro lamenta estragos causados pela chuva e garante que canal auxiliar não foi o problema
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 27/11/2020 às 07:47

A Defesa Civil informou que foram 57 milímetros de chuva em uma hora em Criciúma. O temporal dessa quinta-feira, dia 26, na Capital do Carvão trouxe prejuízos aos moradores de diversas localidades, com mais ênfase aos bairros Cristo Redentor, São Luiz, Próspera e Centro. O canal auxiliar construído pela Prefeitura foi alvo de críticas após a enchente, mas o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, defendeu a obra. 

“A obra do canal auxiliar é significativa, mas quando chove muito não tem sistema que aguenta. A Via Rápida construída recentemente também teve problemas. Imagina uma cidade com mais de 140 anos sem drenagem e enfrentamos isso no primeiro mandato. Estamos fazendo mais uma obra gigantesca no bairro São Luiz. Mas infelizmente nem tudo isso que fizemos deu conta dos problemas”, destacou em entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado.

Segundo Salvaro, sua residência também foi afetada. “Choveu dentro da minha casa, o telhado não suportou. Em um hospital da cidade choveu dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, comentou. 

O último balanço da Defesa Civil de Criciúma, divulgado durante a madrugada desta sexta-feira, dia 27, indicou que a instituição atendeu 18 ocorrências entre alagamentos em via pública, queda de árvores e residências alagadas.