InternetData CenterAssinante

Centro de Controle de Zoonoses oferece vacina contra raiva para cães e gatos

Imunização evita que a doença acometa animais e, consequentemente, previne a raiva humana
Centro de Controle de Zoonoses oferece vacina contra raiva para cães e gatos
Por Redação Engeplus Em 22/07/2020 às 09:51

Raiva é uma doença infecciosa viral aguda que acomete os mamíferos e é transmitida para os humanos por meio da saliva de um animal infectado. Altamente letal, os sintomas incluem mal-estar, pequeno aumento de temperatura, anorexia, cefaleia, náuseas, dor de garganta, entorpecimento, irritabilidade, inquietude e sensação de angústia. Em casos mais graves, o paciente pode apresentar febre e delírio, podendo levar a óbito. Para evitar a disseminação desta doença, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Criciúma possui o Programa de Vigilância da Raiva Humana.

“É realizada a observação de animais suspeitos para a definição do esquema de tratamento pós-exposição de pacientes que sofreram mordeduras e/ou arranhaduras, necropsias de animais mortos e suspeitos, orientações quanto ao desalojamento de morcegos em residências, envio de morcegos mortos ao laboratório oficial”, explica a médica veterinária do CCZ, Mayara Vieira Tizatto. É importante também que as pessoas evitem entrar em contato com animais de rua por questões de segurança.

Como não há tratamento específico para raiva, os profissionais de saúde devem seguir o protocolo de aplicação de vacinas e/ou soro, conforme cada caso. Dependendo da situação, pode ser necessário a indução de coma profundo, uso de antivirais e outros medicamentos. Entretanto, ressalta Mayara, alguns pacientes podem não resistir mesmo com a aplicação do protocolo.

A maneira mais eficaz de prevenir a raiva em animais e a raiva humana é por meio da vacinação. O CCZ oferece vacina antirrábica gratuita para cães e gatos de famílias de baixa renda. Para garantir a imunização dos bichos, é necessário que os tutores agendem um horário pelo telefone (48) 3430-0698 e apresentem o registro de identidade (RG) e o cartão com o número de inscrição social (NIS) no dia do procedimento.