InternetData CenterAssinante

CDL de Criciúma vai prorrogar e parcelar mensalidade de março

Valor será parcelado em setembro, outubro e novembro
CDL de Criciúma vai prorrogar e parcelar mensalidade de março
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Redação Engeplus Em 30/03/2020 às 11:15

A quarentena decretada para controlar o contágio de Covid-19 fechou o comércio e deixou muitos lojistas sem faturamento nestes dias. A diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, buscando meios de dar suporte aos associados da entidade neste momento, decidiu prorrogar e parcelar o pagamento das mensalidades do mês de março. 

O valor será parcelado em setembro, outubro e novembro. "Entendemos que o associado precisa de apoio neste momento", explica a presidente Andréa Gazola Salvalággio. Na fatura que vencerá em abril, constarão apenas os serviços utilizados pelos associados, como as consultas ao SPC. 

A prorrogação e o parcelamento das mensalidades fazem parte de uma série de ações que a CDL de Criciúma vem planejando para dar suporte aos seus associados neste momento. A partir desta terça-feira, dia 31, a entidade promoverá lives no perfil @cdlcriciuma trazendo esclarecimentos e informações que ajudarão os lojistas na condução dos negócios. 

As apresentações serão feitas em parceria com o Senac, o Sindilojas e a Vigilância Epidemiológica de Criciúma, sempre às 19h30min, e abordarão temas como informações trabalhistas, fluxo de caixa e ações comerciais e de marketing e orientações para prevenção do Covid-19 no ambiente de loja.

Articulação de espaço para atendimento aos lojistas

A preocupação dos lojistas de honrar os compromissos econômicos e manter os empregos foi pautada pela presidente da CDL, Andréa Gazola Salvalággio, na reunião promovida pelo prefeito Clésio Salvaro no fim da tarde de domingo, dia 29. Ela sugeriu ao município uma estrutura de atendimento que traga informações, busque desburocratizar processos e ajude os comerciantes e empresários na busca de soluções, em especial no aspecto financeiro. 

“O prefeito e o secretário da Fazenda, Celito Cardoso, aprovaram a ideia e vão articular uma estrutura dentro da Casa do Empreendedor para cumprir esse papel, se possível com a presença de instituições financeiras ali mesmo para dar agilidade nos encaminhamentos”, relata a presidente da CDL.