InternetData CenterAssinante

Brasileiro que mora no Líbano conta sobre explosão em Beirute: ‘acabou com prédios e hospitais’

Ahmad Saleh mora na cidade de Akkar que fica a 100 km de Beirute
Por Rafaela Custódio Em 05/08/2020 às 10:39

A terça-feira, dia 4, foi marcada por tensão no Líbano. Uma explosão na região portuária de Beirute deixou mais de 100 mortos e cerca de 4 mil feridos. 

O brasileiro Ahmad Saleh mora na cidade de Akkar que fica a 100 quilômetros de Beirute e concedeu entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. “A explosão acabou com prédios, hospitais e temos até o momento quatro mil feridos. Ainda estão procurando pessoas embaixo dos prédios”, afirmou. 

Saleh relatou que o país vive dias difíceis em relação a economia e que a explosão deve afetar ainda mais. “O Líbano está passando por uma fase muito difícil. Antes da explosão estava com a economia muito ruim e com explosão deve ficar pior”, analisou. Saleh é de São Paulo e trabalha como representante geral no Líbano. 

O colunista do Portal Engeplus, André Abreu, trouxe a informação em sua coluna 'Contexto Internacional’ que “a mídia russa informou nesta quarta-feira que a enorme explosão em Beirute foi causada por fertilizantes apreendidos em um navio de carga de propriedade da Rússia”.

Leia mais

Carga de navio russo causou explosão em Beirute

Explosão em Beirute: 200 mil podem ficar sem moradia

Leia mais sobre: