InternetData CenterAssinante

Banco de Leite em Criciúma precisa de doações

A média é de 10 litros coletados ao mês, mas o ideal seria mais de 50 litros
Banco de Leite em Criciúma precisa de doações
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 29/01/2020 às 09:43

O Banco de Leite humano de Criciúma está precisando de doações. Atualmente, o banco tem 41 mulheres cadastradas, porém apenas 16 doam constantemente, com isso, não conseguem atender a demanda. A unidade está localizada Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (Hmisc). 

Segundo a coordenadora do Banco de Leite e nutricionista, Tamilis Borges, 12 bebês já foram beneficiados até o momento com o leite materno captado. “É avaliado o grau de gravidade da criança, se é baixo peso e se a mãe no momento não realiza a ordenha para seu filho, ele recebe o leite do Banco”, explica.

De acordo com Tamilis, a média é de 10 litros coletados ao mês, mas o ideal seria mais de 50 litros. “As doadoras precisam ser saudáveis, não estar fazendo uso de antibióticos. Vir até o Hmisc e procurar o Banco de Leite para cadastramento. O único exame feito é de sangue para informações não prestadas no pré-natal”, pontua. “Após o exame de sangue as mães que podem ser doadoras recebem os frascos estéreis e após 15 dias o Banco de Leite faz a coleta a domicílio com temperatura controlada”, acrescenta. 

A nutricionista relata que as doações abaixo do esperado favoreceram por causa do verão. “O fato de ser verão interfere no número de doadoras e isso nos incentiva a fazer novamente a campanha para que mais mais mães sejam doadoras de leite humano”, comenta. 

As mulheres interessadas em doar poderão entrar em contato pelo telefone: (48) 3445-8780. O Hospital Materno-Infantil Santa Catarina está localizado na rua Venceslau Braz, no bairro Operária Nova, em Criciúma.