InternetData CenterAssinante

Após seis meses sem atividades, Banco de Olhos de Criciúma volta a funcionar

Unidade está localizada no Hospital Materno-Infantil Santa Catarina
Após seis meses sem atividades, Banco de Olhos de Criciúma volta a funcionar
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 26/09/2020 às 14:24

O Banco de Olhos de Criciúma completou dois anos de funcionamento em 2020 e, desde sua inauguração, já recebeu 90 doações que beneficiaram cerca de 180 pessoas. A unidade está localizada no Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (HMISC) e todo trabalho é realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O local estava há seis meses sem atividades em virtude da pandemia do coronavírus e reabriu na última semana. 

A unidade é administrada pelo Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas). Para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, os interessados deverão comunicar à família do desejo da doação. “A doação de órgãos só acontece após a autorização familiar”, destaca a enfermeira e coordenadora do Banco de Olhos, Daiane Alves Nickel

Atualmente em Santa Catarina há uma lista de 255 pessoas à espera de doações de córneas, segundo a SC Transplantes. Além disso, nos primeiros oito meses de 2020 foram realizados 182 transplantes de córneas em todo território catarinense. A cidade de Criciúma realizou três transplantes de córneas neste ano.

Antes de Criciúma receber o Banco de Olhos, a atividade de recepção de doações no Sul do Estado se restringia principalmente aos hospitais Regional de Araranguá, São José, de Criciúma, e Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, e as córneas eram levadas para serem tratadas em Florianópolis. Para mais informações, entre em contato com o Banco de Olhos pelo telefone (48) 3445-8780, ramal 247.