InternetData CenterAssinante

Alma, garra e doação: presidente do Criciúma espera arrecadar 10 toneladas de alimentos na campanha

Jaime Dal Farra afirmou que está preocupado com a situação do sul catarinense
Alma, garra e doação: presidente do Criciúma espera arrecadar 10 toneladas de alimentos na campanha
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 07/04/2020 às 13:18

O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, está envolvido diretamente com as ações de combate ao coronavírus no Sul de Santa Catarina. Além de doar 5 mil litros de álcool para o município de Siderópolis, disponibilizar o Centro de Treinamentos do clube carvoeiro para a Prefeitura de Criciúma, na manhã desta terça-feira, a empresa da qual também é proprietário, a Resicolor Tintas, realizou a doação de 20 cestas básicas para a campanha ‘Alma, garra e doação’, que acontece no pátio do estádio Heriberto Hülse.  

Além do Tigre, a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) também participa da ação. A intenção é arrecadar cestas básicas e doar para pessoas que estão com dificuldades nesta época de coronavírus.

“Estamos monitorando o sofrimento da nação brasileira e até do mundo. O coronavírus é uma pandemia muito grave e totalmente desconhecida. Como o futebol parou, estamos usando da criatividade do clube e nos colocando à disposição da sociedade. Realmente, uma atitude que entendemos que faz parte desse momento difícil. Existe uma carência muito grande e com certeza tudo isso vai gerar muito desemprego e dificuldade para o povo do Sul de Santa Catarina”, analisa Dal Farra.  

A campanha que iniciou nessa segunda-feira, dia 6, já arrecadou cerca de duas toneladas de alimentos. Mas Dal Farra planeja mais. “Temos uma meta de receber 10 toneladas de alimentos para ajudar o povo da nossa região”, comenta. 

 As pessoas que fizerem doações participação de sorteio a diversos brindes oficiais do Criciúma Esporte Clube, incluindo camisas oficiais de jogo. A campanha tem o apoio também do 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) e da Cruz Vermelha.