InternetData CenterAssinante

Ações de vandalismo sobrecarregam sistema de esgoto de Laguna, alerta Casan

Em ruas alagadas de Laguna, diversas tampas de PVs foram encontradas levantadas
Ações de vandalismo sobrecarregam sistema de esgoto de Laguna, alerta Casan
Foto: Divulgação/Casan
Por Redação Engeplus Em 13/07/2020 às 15:12

A chuva forte deste fim de semana e a abertura de tampas dos poços de visita do sistema de esgotamento sanitário de Laguna trouxeram dificuldades para as equipes operacionais da Casan. Os poços de visitas, que possuem tampas redondas de ferro com símbolo da Casan, são locais onde os profissionais têm acesso à rede de coleta de esgotos para manutenções. Em ruas alagadas de Laguna, diversas tampas de PVs foram encontradas levantadas, para escoar a água da chuva, e precisaram ser fechadas pelas equipes.

Além de não resolver problemas de alagamentos das ruas, abrir esses equipamentos é um vandalismo, que pode ser multado. A sobrecarga do sistema foi observada em elevatórias, que são sistemas de bombeamento, e em poços de visita que, mesmo fechados, extravasaram em função da presença de água da chuva que deveria escoar exclusivamente pela estrutura de drenagem.

“Como muitas pessoas não têm clareza de que rede de esgoto e de drenagem, que deve escoar a água da chuva, são tubulações separadas, e com funções diferentes, o que acontece é que a Casan é criticada por extravasamentos que são causados por ações dos próprios moradores”, lamenta o chefe do Setor Operacional de Esgotos de Laguna, Alexandre José Priebe.

Além de provocar o retorno de esgoto nas ruas, a água da chuva também compromete o funcionamento da Estação de Tratamento de Esgotos. Com sua interferência, o esgoto pode chegar na ETE tão diluído que a depuração prejudicada.

“Pedimos a colaboração dos moradores, pois o sistema público de esgotos é um bem público que precisa ser bem usado para que possa de fato trazer benefícios à cidade. Mexer em qualquer estrutura desse sistema é um ato de vandalismo, que compromete a qualidade de vida na cidade”, alerta Priebe.