InternetData CenterAssinante

Abadeus comemora 60 anos e lança plataforma para arrecadação de recursos

Instituição está fechada durante pandemia de coronavírus, mas precisa manter projetos
Abadeus comemora 60 anos e lança plataforma para arrecadação de recursos
Por Redação Engeplus Em 01/04/2020 às 15:05

Em 2020, a Associação Beneficente Abadeus, de Criciúma, comemora 60 anos de fundação, durante os quais atuou e continua trabalhando de forma intensa com pessoas em situação de vulnerabilidade social por meio da educação infanto-juvenil, capacitação e profissionalização de jovens e adultos, além da assistência social. Neste 1º de abril, dia oficial do sexagésimo aniversário, mais do que comemorar, o objetivo é reforçar a relevância da instituição para a comunidade local e regional. Inclusive, dada a sua importância na vida de milhares de pessoas, a entidade lança a campanha Toque de Solidariedade, através da qual pede a ajuda da população para poder dar continuidade aos seus projetos sociais em meio à pandemia do Coronavírus.

Atendendo às determinações governamentais e às solicitações dos órgãos sanitários, a sede da Abadeus está fechada e a maioria dos trabalhos está paralisada – apenas as aulas para os jovens atendidos pela instituição estão sendo realizadas, mas de forma online. No entanto, pelo fato de atuar com pessoas em situação de vulnerabilidade social, a entidade precisa manter dezenas de projetos sociais que beneficiam crianças, jovens e adultos em Criciúma e região.

“Nós da Abadeus acompanhamos de perto a dura realidade de milhares de famílias e sabemos que a situação está ainda mais difícil durante essa pandemia do Coronavírus. É uma crise sem precedentes, o impacto econômico e social nesses poucos dias é arrebatador e o terceiro setor também está sendo afetado”, afirma a diretora executiva da instituição, Shirlei Monteiro.

Além dos trabalhadores parados, como profissionais informais e autônomos, a preocupação da entidade também é com as crianças e adolescentes que estão em casa. “Tivemos que parar a Educação Infantil, o que nos preocupa muito. Criamos um plano de gestão de crise para desenvolver alternativas para que os jovens atendidos pela Abadeus não ficassem ociosos em casa, então eles estão tendo aulas online, com a orientação dos nossos professores. Ao mesmo tempo, temos famílias em extrema vulnerabilidade que precisam de auxílio, por isso criamos a campanha Toque de Solidariedade”, destaca Shirlei.

Trata-se de uma iniciativa emergencial lançada pela Abadeus com o objetivo de arrecadar fundos para minimizar os efeitos da crise econômica e social gerada pela pandemia do Coronavírus. A instituição pede ajuda através de um gesto de solidariedade, mais precisamente um toque virtual de generosidade, já que a campanha está sendo realizada online. Quem tiver interesse e possibilidade de colaborar pode acessar a plataforma de doação através de um banner no site da Abadeus: www.abadeus.org.br. O valor arrecadado será aplicado na manutenção dos projetos sociais, além de dar assistência a famílias em situação de vulnerabilidade.

Sessenta anos em prol da comunidade

A entidade trabalha em prol da comunidade por meio de projetos em seis eixos: cultura; educação profissional; socioassistencial; meio ambiente; educação infantil; empreendedorismo, inovação e inclusão digital. Atualmente, a Abadeus tem capacidade média anual para atender em torno de 1,1 mil pessoas através de capacitações, cursos profissionalizantes e programas sociais. Já em relação às demandas espontâneas, como solicitação de cestas básicas, doação de roupas e atendimento aberto ao público em geral, a capacidade da instituição é atender até cerca de cinco mil pessoas por ano.

“A cada ano que passou, a Abadeus foi se tornando mais relevante e, olhando para esses 60 anos que passaram, vemos que ela se reinventou e sempre atendeu o que era a demanda da sociedade em cada momento, mas sem deixar de trabalhar com questões de longo prazo. É uma instituição importante para o protagonismo das pessoas e colaborativa com as políticas públicas, tanto sociais, como econômicas, pois capacita jovens e adultos para o mercado de trabalho. Também é importante destacar que a Abadeus sempre teve um olhar focado para os direitos das crianças e dos adolescentes, para o atendimento direto, a proteção social básica, transformando histórias de vida ao longo desses anos, seja por meio da cultura, da profissionalização, do primeiro emprego para esse jovem em vulnerabilidade, da capacitação de mulheres em vulnerabilidade, que são chefes de família e precisam de uma profissão. Enfim, a Abadeus não trabalha apenas o benefício eventual, a assistência emergencial, mas trabalha, também, o desenvolvimento de pessoas, o desenvolvimento humano, a profissionalização e o protagonismo de quem ela atende”, ressalta Shirlei.

Reconhecimento nacional e internacional

Entre milhares de iniciativas em todo o país, a Abadeus teve o Projeto Jovens Talentos Empreendedores selecionado pela campanha Criança Esperança, uma parceria da Rede Globo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Os projetos beneficiados pelo Criança Esperança promovem o desenvolvimento de pessoas e organizações, atendendo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), o que atesta a qualidade, comprometimento e seriedade do trabalho desenvolvido pela Abadeus.

O Projeto Jovens Talentos Empreendedores tem duração de 12 meses, não possui fins lucrativos e tem a finalidade de atender 200 jovens a partir dos 14 anos de idade, trabalhando fundamentalmente o desenvolvimento profissional através da visão de empreendedorismo e a potencialização das habilidades e competências dos jovens, tornando-os aptos para o primeiro emprego.

A exemplo do Criança Esperança, a instituição já teve outros projetos reconhecidos nacional e até internacionalmente. O Projeto Desenvolvendo Talentos Para a Inclusão Social já foi selecionado para um edital nacional da Petrobras e, mais recentemente, foi selecionado no edital internacional da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), um órgão das Nações Unidas que reconhece ações e projetos de relevância que contribuem para o grande impulso de sustentabilidade no mundo.

O Projeto Desenvolvendo Talentos, o qual trabalha a qualificação profissional para o segmento de confecção do vestuário, com os cursos de costura industrial e modelagem plana, também foi replicado fora do Brasil, em Ayacucho, no Peru, para onde a Abadeus transferiu sua metodologia e tecnologia social. “Esse reconhecimento nacional e até internacional é muito importante para nós, dá um orgulho muito grande porque são projetos criados dentro da Abadeus, em Criciúma, e que estão servindo de exemplo para o mundo na área de desenvolvimento de pessoas, de inclusão produtiva e de sustentabilidade”, declara a diretora executiva.

Planos para o futuro

Quando a Abadeus propõe projetos, programas e ações ela atende as demandas da comunidade local e regional. Toda ação da entidade é pautada dentro de um diagnóstico local, partindo da premissa de necessidade, tanto da comunidade local, como da região. Entre tantos projetos sociais, educacionais e profissionalizantes, o mais importante, segundo Shirlei, é contribuir para a construção da cidadania das pessoas atendidas juntamente com suas famílias e fortalecê-las como agentes transformadores da condição socioeconômica em que se encontram, com o intuito de promover o rompimento do ciclo de pobreza.

“Frente a toda essa mudança, transformação global permanente e aos desafios que se impõem – e temos bastantes desafios porque trabalhamos com um público vulnerável e de baixa escolaridade, nossos planos e objetivos para os próximos anos são de estarmos conectados a toda essa transformação social, esse desafio global de inovação, de atender as necessidades do mercado e buscar essas respostas, buscar ser solução social para todas essas demandas. Todas as áreas em que a Abadeus trabalha devem estar, para os próximos anos, conectadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável, até para buscarmos um equilíbrio melhor entre a comunidade, a família, a cidade, o trabalho. Isso estando em equilíbrio, a nossa sociedade também caminha para um equilíbrio, não esquecendo dos valores espirituais, éticos e morais”, finaliza a diretora.

Colaboração: Vanessa Amando / NB Comunicação