InternetData CenterAssinante

Restaurantes, bares e lojas de conveniência só poderão receber público até as 23 horas em Criciúma

Medida deverá ser publicada em decreto nesta quinta-feira, dia 25
Restaurantes, bares e lojas de conveniência só poderão receber público até as 23 horas em Criciúma
Foto: Unsplash/Ilustração
Por Lucas Renan Domingos Em 24/06/2020 às 18:24

Restaurantes, bares, pubs e lojas de conveniência só poderão receber clientes até às 23 horas a partir desta quinta-feira, dia 25, em Criciúma. A medida é uma das que deverá ser adotada pela Prefeitura de Criciúma em resposta ao aumento do número de casos e mortes causadas pela Covid-19 no município nos últimos dias. A decisão deverá ser publicada em decreto nesta quinta-feira, mas já foi adiantada para os representantes dos setores durante reunião no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Os estabelecimentos só poderão receber pessoas até às 22 horas e os clientes, obrigatoriamente, precisam terminar suas refeições até o horário determinado para o fechamento. “Depois das 23 horas, só serão permitidos delivery e retiradas de pedidos no balcão. Esta deverá ser a principal mudança. Também serão respeitados no máximo quatro pessoas por mesa, distanciamento de 1,5 metro entre as mesas e os demais cuidados, como uso de máscara, álcool, enfim”, afirmou o representante da Via Gastronômica de Criciúma, Joster Favero.

O empresário destacou ainda que o setor aguarda a publicação do decreto para confirmar a medida. “Ficou apalavrado na reunião, agora falta ser oficializado pela prefeitura. O setor não tem muito o que fazer, tem que acatar. Temos que nos adaptar para passar por esse momento. Pelo menos estamos tendo a possibilidade de continuar trabalhando até às 23 horas. Quem não obedecer, correrá o risco de ter o estabelecimento fechado”, disse Favero.

Na última segunda-feira, dia 22, o prefeito Clésio Salvaro apelou para as redes sociais para desabafar sobre as pessoas que não estão obedecendo às regras sanitárias. O empresário afirmou que concorda com a fala e reforça o pedido de uma melhor compreensão da população.

“O meu estabelecimento tem uma característica que reúne grupo de amigos para confraternizar. E eu realmente tive alguns problemas pontuais com pessoas que não quiseram respeitar as medidas. Eu tenho que concordar com o prefeito, a população precisa colaborar mais. O poder público tem sido parceiro do nosso setor, tentando tomar medidas que não prejudiquem e todos precisam colaborar”, destacou.

Decreto será públicado nesta quinta-feira

Ao longo do dia, o prefeito também se reuniu com representantes das academias, igrejas, supermercados, postos de combustível, shoppings e comércio. Para cada setor foi passada quais diretrizes deverão ser tomadas para evitar um novo acréscimo de casos de coronavírus. Todos os detalhes deverão ser publicado nesta quinta-feira pela Prefeitura de Criciúma. 

Há a expectativa também de que o prefeito Clésio Salvaro determine o uso obrigatório de máscaras para quem sair às ruas em Criciúma, o anúncio deve ser feita em live amanhã. Municípios da região já tomaram essa medida, que até então não está em vigor em Criciúma.