InternetData CenterAssinante

Moradores do Verdinho buscam diálogo e audiência com o novo secretário de Estado da Infraestrutura

Primeira reunião acontece hoje, na Câmara de Vereadores, e terá participação do Deinfra
Moradores do Verdinho buscam diálogo e audiência com o novo secretário de Estado da Infraestrutura
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 10/02/2020 às 11:39

Acontece nesta segunda-feira, dia 10, uma reunião entre os vereadores de Criciúma, a comissão formada por moradores da região do Verdinho e o superintendente regional Sul do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Gustavo Taufembach. O encontro servirá para dialogar sobre o andamento da tramitação do processo que envolve a revitalização da rodovia Governador Jorge Lacerda - a previsão inicial para o lançamento da licitação era dezembro, passou para janeiro e agora é março. 

Entre os encaminhamentos esperados, está o agendamento de uma audiência com o novo secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), Thiago Vieira, que assumiu a pasta que antes era comandada por Carlos Hassler. Os moradores querem entender mais sobre as desapropriações e o plano de obras. 

“O que precisamos é escutar do secretário e saber quais os posicionamentos. Não podemos falar se vai demorar ou não porque não sabemos. Eles (moradores) estão ansiosos e apreensivos. O governador (Carlos Moisés) esteve em Criciúma e deu o aval que (a obra) ia sair. É mais ansiedade para que a obra comesse de uma vez por todas. Sabemos pouco do projeto e queremos um canal de diálogo para entender mais a elaboração e execução”, pondera o presidente da Câmara de Vereadores, Tita Beloli

Na última semana, a comissão esteve reunida com alguns vereadores com o propósito de questionar e entender mais sobre a demora no processo de licitação. A intenção do novo encontro também é alinhavar uma comunicação mais eficiente com a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE), sobretudo após a posse de Thiago Vieira.  


Más condições da estrada tem causado transtornos aos moradores e motoristas.

“A previsão do secretário é que em 10 a 15 dias já coloque o edital, é um avanço. Precisamos deste canal com o secretário. A Jorge Lacerda, além de importante para o desenvolvimento econômico e geração de emprego, também é questão de segurança da vida, pois está intransitável”, reflete o presidente da Câmara de Vereadores, Tita Beloli. 

Segundo a SIE, as desapropriações estão em fase de negociação e devem exigir um aporte financeiro de até R$ 2 milhões ao orçamento original da obra, estimado em R$ 22,5 milhões. Após o processo de licitação e o início das obras, a tendência é que os trabalhos sejam concentrados em locais livres de desapropriações e avancem conforme o andamento dos processos.    

Outro problema verificado está na falta de licenças de jazidas que seriam exploradas na obra. O Estado precisou frear o processo para buscar alternativas e lançá-las ao projeto. Enquanto a revitalização não sai do papel, seguem os serviços paliativos, como operações tapa-buracos, nivelamento do acostamento e desintegração de borrachudos. 

Leia mais

Governador anuncia R$ 30,5 milhões para o Centro de Inovação e a rodovia Jorge Lacerda

Os perigos da precária rodovia Governador Jorge Lacerda

Desapropriações para revitalização da Jorge Lacerda podem custar até R$ 2 milhões ao Estado

Com atraso na licitação, Estado inicia processos de desapropriações na Jorge Lacerda