InternetData CenterAssinante

Circula nas redes sociais vídeo com peixes no Rio Criciúma; Famcri não descarta veracidade

Presidente da Famcri afirma que já foram vistos outros peixes no Rio Criciúma
Circula nas redes sociais vídeo com peixes no Rio Criciúma; Famcri não descarta veracidade
Foto: Reprodução
Por Rafaela Custódio Em 10/02/2020 às 09:06

Nesse fim de semana circulou um vídeo nas redes sociais em que alguns homens mostram peixes no Rio Criciúma, no bairro Santa Bárbara. As imagens foram contestadas por diversas pessoas, mas a presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Anequésselen Bitencourt Fortunato, relata que o vídeo pode ser verdadeiro, sim. 

Anequésselen relata que já foram encontrados peixes nas nascentes no Rio Criciúma no encontro com afluentes. “A aguá na área Central do Rio Criciúma é muito poluída, mas várias pessoas já me disseram que viram peixes no rio. Em alguns lugares que água é menos poluída pode ter peixes, sim”, garante. “Como choveu nos últimos dias, podem ter vindo [peixes] de açudes, riachos, isso não é descartado”, acrescenta. 

“Não posso contestar e dizer que é mentira e não posso provar que é verdadeiro, mas é provável que seja verdadeiro porque já presenciamos peixes no Rio Criciúma. Não aconselhamos comer os peixes, pois a água é poluída”, afirma Anequésselen. 

Projetos da Famcri 

A Famcri está preocupada com o Rio Criciúma e por isso realiza projetos buscando a despoluição. “Temos três projetos em vigência desde 2017. O primeiro é a ação educacional com foco nos hídricos, com isso, levamos estudantes semanalmente nas áreas de preservação dos rios, plantamos árvores nativas”, comenta. 

Ainda segundo Anequésselen, existe o projeto Ilhas Flutuantes em parceria com a escola Cedup Abílio Paulo. “Implantamos duas ilhas com plantas no Rio Criciúma que comprovadamente elas filtram as águas e temos coletado essas águas durante todo o ano”, pontua. 

O terceiro projeto é o ‘Análise da Qualidade da Água’ em parceria com a Unesc. “Estamos coletando água durante todo ano e fazendo as análises e a qualidade da água tem melhorado gradativamente. Ainda tem mais as limpezas que a Prefeitura de Criciúma faz e também tem o programa da Casan que é ‘Se Liga na Rede’ que visa vistoriar comércios e residências para que não joguem nada irregular no Rio Criciúma”, relata. “Essas medidas juntas estão ajudando na despoluição. Durante a semana estaremos passando pelo Rio Criciúma para verificar os fatos dos peixes e acompanhando o rio”, finaliza. 

Leia mais sobre: