InternetData CenterAssinante

Vereadores de Siderópolis pedem audiência pública com a Casan e a Aneel

A intenção dos parlamentares é unir forças para sanar a escassez de água
Vereadores de Siderópolis pedem audiência pública com a Casan e a Aneel
Por Redação Engeplus Em 12/02/2019 às 10:19

Os constantes problemas com o abastecimento em Siderópolis motivaram os vereadores a solicitarem uma audiência pública com a Casan. O requerimento de autoria do vereador Franqui Salvaro (PSB), do presidente da Câmara de Siderópolis, Roni Remor (PSB), e de Willian Bonassa (PSD), foi protocolado na sessão desta segunda-feira, dia 11. Os vereadores pedem que o encontro seja organizado pela Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembléia Legislativa, através do deputado Estadual Sergio Motta (PRB).

A intenção dos parlamentares é unir forças para sanar a escassez de água no município. “Não estamos sendo valorizados, [a água] sai do nosso município e abastece seis e a maior falta de água é aqui, tem bairros que o problema é semanal. Queremos a ajuda do prefeito e de todas as forças. Temos que ficar com o pires na mão ainda para fazer o restante da pavimentação que liga São Pedro a Siderópolis, fora os buracos com os remendos”, destacou o vereador Franqui Salvaro.

Para o presidente da Casa Legislativa, Roni Remor, o Lilo, a união de forças é fundamental neste momento. “Precisamos do empenho de todos os poderes porque já passou da hora de termos uma solução por parte da Casan. Desde outubro prometeram trocar a adutora e que a licitação estava sendo feita. Mais de 400 mil pessoas dependem da água que sai daqui, deveríamos ter tratamento melhor”, sublihou Lilo. “Não passa 15 dias sem falta de água. Já deram muitas desculpas aqui nesta Casa, mas não resolvem e a conta nunca falta”, acrescentou o vereador Willian Bonassa.

Tarifa de energia

O aumento excessivo nas contas de energia elétrica de diversos consumidores da área central e outros bairros atendidos pela Força e Luz, João Césa, em Siderópolis, também foi debatido na sessão. Insatisfeitos com o valor das faturas registrado nos últimos dois meses, os clientes da empresa lotaram as dependências da câmara para pedir a intercessão dos vereadores para resolver o problema.

Em apoio aos munícipes atingidos com a soma exorbitante, os parlamentares receberão na sessão da próxima semana representantes da empresa para explicar o aumento nos valores. “Estamos avaliando a possibilidade de uma audiência na Aneel para pedir a revisão extraordinária dos valores aplicados”, destaca o presidente da Câmara, Lilo Remor.

Colaboração: Fernanda Zampoli