InternetData CenterAssinante

Unesc em Dança: Mostra Sênior encanta público no segundo dia do evento

Noite de sábado foi marcada pela abertura do festival e início das apresentações
Unesc em Dança: Mostra Sênior encanta público no segundo dia do evento
Foto: Foto: Milena Nandi/Assessoria de Imprensa Unesc
Por Redação Engeplus Em 01/12/2019 às 21:08

As cortinas do Teatro Elias Angeloni foram abertas e o seu palco recebeu, na noite deste sábado desse sábado, dia 30, o segundo dia do Festival Unesc em Dança e o primeiro com apresentações. O maior evento do gênero do Sul catarinense teve a sua abertura oficial antes do público ser presenteado e se emocionar com 24 coreografias na Mostra Sênior. Em 2019, o festival completa 20 anos de história como um incentivador da cultura, do trabalho e do talento dos artistas. O Unesc em Dança não tem caráter competitivo e se preocupa com a difusão da cultura e com a formação pedagógica dos profissionais da dança, além de atuar na formação de plateia.

A pró-reitora acadêmica da Unesc, Indianara Reynaud Toreti, deu as boas-vindas ao público e aos participantes da Mostra Sênior do Unesc em Dança, e salientou a importância da cultura para a universidade, estando ela junto das ações nas áreas do ensino, da pesquisa e da extensão. Indianara ainda parabenizou e agradeceu à equipe que organiza o festival e os bailarinos e coreógrafos participantes. “A Unesc, como uma universidade comunitária, atua para o desenvolvimento regional. E ações como o Unesc em Dança também colaboram com isso. Por meio da arte e da cultura temos o a formação de cidadãos mais comprometidos com a sociedade ao seu redor”.

A coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, também acolheu o público e os participantes do festival, e ressaltou a importância dele para o desenvolvimento da arte e da cultura no Sul do Estado. “Este é o palco para a sagração de bailarinos, coreógrafos e todos os que estão nesse trabalho coletivo. Que todos que passarem por aqui possam viver essa experiência que a dança proporciona e leva-la no coração”.

A abertura do evento contou ainda com a presença do presidente do Conselho Estadual de Dança, Maxwell Sandeer Flor e do professor e bailarino Valter Savi, criador do Unesc em Dança, e que recebeu uma homenagem das mãos da pró-reitora acadêmica da universidade. Savi lembra que o festival iniciou como uma ação do curso de Educação Física da Unesc, foi tomando corpo e anos depois, passou a ser um evento institucional da Universidade. "É uma alegria ver o evento chegar aos 20 anos como um festival tomando uma dimensão dessas e se tornando tão importante para bailarinos, coreógrafos e todos os envolvidos na dança".

Apresentações

Após a abertura oficial do 20º Unesc em Dança, as apresentações da Mostra Sênior tiveram início. As 24 coreografias foram avaliadas pelos professores de dança Bianca Scliar, de Florianópolis, Susan Bortoluzzi Brogni, de Nova Veneza, Stanley Anacxagoras Carvalho, de Blumenau e Roberto Skiante, de Florianópolis. A Mostra iniciou com a Cia de Dança Unesc.

Após todas as apresentações os avaliadores revelaram os nomes do Bailarino Destaque, do Grupo Revelação e da Coreografia Destaque. Willian da Silva, do CEAC (Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente), de Sombrio, foi escolhido Bailarino Destaque. O Grupo Revelação foi a Cia Jovem da Fundação Cultural de Içara. Já a Coreografia Destaque ficou com “Grão de Mar”, do Vivance Studio do Corpo, de Tubarão.

Willian da Silva, do CEAC participou da coreografia de Jazz "Pop Art", e conta que desde 2014 se apresenta no festival. Emocionado com a premiação, Willian conta  que estuda e pratica dança há 10 anos, e sempre realiza uma preparação especial para o Unesc em Dança. "É o evento mais esperado por mim durante o ano", comenta. 

Programação                               

O 20º Festival Unesc em Dança iniciou na última sexta-feira, dia 29, com o Circuito de Formação em Dança, que levou oficinas e roda de conversa sobre Danças Urbanas, Jazz Lírico e Dança Situada para Balneário Rincão, Criciúma, Nova Veneza, São Ludgero, Araranguá e Sombrio.

Ainda no sábado, o festival contou com oficina e palestra (com a professora doutora Bianca Scliar). O evento segue até este domingo, dia 1º, com a Mostra Infanto-juvenil, com 46 coreografias. Entre os gêneros apresentados pelos grupos de dez municípios durante o festival estarão: Ballet Clássico de Repertório; Ballet Clássico Livre; Dança Moderna e Contemporânea; Jazz; Danças Urbanas; Danças Populares.

Colaboração: Milena Nandi/Assessoria de Imprensa Unesc

Leia mais sobre: