InternetData CenterAssinante

Um heliponto no Parque dos Imigrantes

Iniciativa foi acertada entre Saer e Prefeitura. Primeiro pouso deve ocorrer no domingo
Um heliponto no Parque dos Imigrantes
Foto: Thiago Hockmüller
Por Thiago Hockmüller Em 18/06/2019 às 12:22

Um heliponto está sendo construído no Parque dos Imigrantes. A medida é um acordo entre o Serviço Aeropolicial (Saer) com a Prefeitura e no futuro se estenderá também ao Parque das Nações e ao Parque Centenário, que abriga o complexo da administração municipal. A estrutura conta com 19,5 metros de diâmetro e ficará pronta ainda nesta semana, já recebendo o primeiro pouso no domingo.

Com a possibilidade da região receber o serviço aeromédico – tendência é que acordo se concretize até o final do ano – os parques de Criciúma ficarão aptos para receberem o helicóptero para possíveis demandas. “Queremos facilitar a interação do Saer com a comunidade. E também teremos o serviço aeromédico. Em qualquer demanda de saúde teremos lugar adequado nos parques para atender a população”, explica o comandante do Saer em Criciúma, delegado Gilberto Mondini.

Assim que o heliponto ficar pronto, um cronograma de pouso será desenvolvido junto com a administração do Parque dos Imigrantes. A expectativa é que os pousos aconteçam principalmente nos finais de semana. “É quando os parques estão mais cheios, temos cronograma de pouso no final da tarde para interação com a população, para ela conhecer a aeronave e tirar foto. Acaba sendo uma atração para o parque, além de gerar sensação de segurança”, afirma.

Vai agregar e divulgar para a população a importância da Polícia Civil. Queremos mostrar que a polícia faz bem para a sociedade. Se tiver pronto, e provavelmente estará, levaremos o projeto ao responsável do Saer para domingo já fazermos um pouso

Neto Uggioni, administrador do Parque dos Imigrantes
_____________________________

O heliponto está sendo preparado pelo chefe de segurança do Parque dos Imigrantes, Elbio Machado, em parceria com jovens que participam de um projeto de boxe, ali mesmo no parque. No futuro, a expectativa é construir uma plataforma de concreto. “O heliponto já havia sido utilizado informalmente no dia da inauguração. E há três meses teve um evento do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) com a participação do Saer. Eles pousariam fora do parque, então lembrei dessa área e pedi para o pessoal do boxe me ajudar a fazer a pintura. O Saer olhou a marcação e fez o pouso. Essa marcação é provisória até que façamos algo de concreto, mas já está nas medidas corretas”, garante.

Mesmo sem um heliponto demarcado, o Parque das Nações e até mesmo o complexo da Prefeitura já receberam pousos do helicóptero do Saer.