InternetData CenterAssinante

Setembro Amarelo: parques de Criciúma recebem placas visando a prevenção do suicídio

Intenção é mostrar as pessoas de vulnerabilidade emocional que elas não estão sozinhas
Setembro Amarelo: parques de Criciúma recebem placas visando a prevenção do suicídio
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 02/09/2019 às 08:56

O Parque das Nações, no bairro Próspera, o Parque dos Imigrantes, no Distrito do Rio Maina e também os três terminais de ônibus de Criciúma receberam nos últimos dias dez placas com os telefones do Centro de Valorização da Vida (CVV) e também da Polícia Militar (PM). A intenção é mostrar que as pessoas de vulnerabilidade emocional não estão sozinhas e que existe uma A Rede de Proteção à Vida disposta a ajudar 24 horas por dia. 

O projeto das placas foi proposta por Juarez de Jesus (PSD) quando esteve por 30 dias na Câmara de Vereadores, ele também é voluntário da Rede de Proteção à Vida. “Dez placas já foram instaladas e serão mais dez esta semana. Ainda serão colocadas na Praça Nereu Ramos, Praça do Congresso e também no Parque Centenário. A intenção é mostrar para as pessoas de vulnerabilidade emocional que elas não estão sozinhas”, comenta. 

O que é o Setembro Amarelo? 

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. No Brasil, foi criado em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar à cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa. 

Em Criciúma, o mês será marcado por diversos eventos. “O setembro amarelo deveria ser todos os dias. Deveríamos nos preocupar mais com a prevenção do suicídio. As pessoas não tem uma data para ficar vulnerável e se trabalhássemos todos os meses, teríamos menos casos de suícidio no país”, declara o voluntário da Rede de Proteção à Vida, Juarez de Jesus. Confira a programação: 

 

Leia mais sobre: